- Publicidade -
CotidianoHackers de Vinhedo são presos por vazar dados de ministro do STF

Hackers de Vinhedo são presos por vazar dados de ministro do STF

Dupla fazia parte de quadrilha que era ‘contratada’ pelas redes sociais e teria faturado mais de R$ 10 milhões

- Publicidade -

Três hackers suspeitos de roubar dados pessoais na internet para revendê-los foram presos nesta quinta-feira (1°) pela PF (Polícia Federal). Duas pessoas foram presas em Vinhedo e uma em Caruaru (PE). Servidores do STF (Supremo Tribunal Federal) – como o ministro Luís Roberto Barroso – estão entre as vítimas que tiveram os dados vazados.

De acordo com a PF, os hackers eram “contratados” pelas redes sociais, invadiam os órgãos públicos e vendiam as informações por R$ 30 mil. Ainda segundo as investigações, os criminosos teriam faturado mais de R$ 10 milhões entre 2010 e 2024. A operação foi batizada de I-Fraude e bloqueou cerca de R$ 4 milhões de contas dos suspeitos.

- Publicidade -

Outra operação da PF

PF (Polícia Federal) cumpriu três mandados de busca e apreensão contra os chamados “gatonets”na manhã desta quarta-feira (31) em duas cidades da região de Campinas. De acordo com o órgão, a operação combate a captura e o repasse irregular de canais de TV fechada por aparelhos de IPTV, comercializados através de domínios existentes na internet (leia abaixo).

Ao todo, duas ações aconteceram em Sumaré e uma em Santa Bárbara d’Oeste. Os mandados cumpridos pela PF foram expedidos pela 1ª Vara Federal de Campinas. De acordo com a investigação, todos os endereços visitados são residenciais e ligados ao principal investigado.

Quer ficar ligado em tudo o que rola em Campinas? Siga o perfil do acidade on Campinas no Instagram e também no Facebook.

Receba notícias do acidade on Campinas no WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta acessar o link aqui!

Faça uma denúncia ou sugira uma reportagem sobre Campinas e região por meio do WhatsApp do acidade on Campinas: (19) 97159-8294.

LEIA TAMBÉM NO TUDO EP

- Publicidade -

Empresa americana dará R$ 50 mil para quem ficar 30 dias sem celular

Flipside: Instagram testa recurso para criar perfil alternativo

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Notícias Relacionadas
- Publicidade -