- Publicidade -
CotidianoHomem que deu soco em engenheiro que morreu em rodeio se entrega

Homem que deu soco em engenheiro que morreu em rodeio se entrega

Delegado ouviu depoimento do empresário, mas disse não ter elementos para a prisão; entenda

- Publicidade -

O homem que agrediu o engenheiro Willian Mulezini Santana na Festa do Peão de Indaiatuba no último dia 5 se apresentou à Polícia Civil nesta terça-feira (7), mas deve responder em liberdade. A informação é do delegado responsável pelo caso, Clésio Oliveira Silva, que disse não ter elementos para pedir a prisão. Mulezini morreu após ser atingido por um soco (veja abaixo).

“Vou relatar o inquérito e encaminhar à Justiça. Ele deve responder, por ora, em liberdade, uma vez que se apresentou e demonstrou ter residência fixa e trabalho. Então, por enquanto, não tenho elementos pra pedir a prisão. E digo ‘por enquanto’, porque isso pode mudar no decorrer do inquérito”, diz o delegado, que aguarda o laudo do IML (Instituto Médico Legal) sobre a morte.

- Publicidade -

Identificado no dia do crime por conta do relato de testemunhas e das gravações do sistema de segurança do evento, Ronaldo Bellon não foi encontrado durante as diligências e decidiu se apresentar à polícia nesta terça, dois dias depois do ocorrido. Ele prestou depoimento na delegacia. A defesa foi procurada pela EPTV Campinas, mas não respondeu até o momento.

Vídeo mostra agressão

As câmeras de segurança capturaram o momento da agressão que resultou na morte do engenheiro de 33 anos na Festa de Peão de Indaiatuba. O crime ocorreu na madrugada do último sábado no primeiro dia do rodeio, que contava com apresentações de artistas como Gusttavo Lima e Maju Santana.

Imagens exclusivas obtidas pela EPTV mostram o momento em que Willian Mulezini Santana foi atacado enquanto deixava o recinto. Após sair pelas catracas, ele se envolve em uma discussão com Bellon, que, em seguida, o atinge com um soco no queixo. O impacto da agressão leva a vítima ao chão.

William chegou a ser socorrido e encaminhado para o Haoc (Hospital Augusto de Oliveira Camargo), mas teve a morte confirmada na unidade pouco depois.

Análises

A Polícia Civil analisa as imagens de câmeras de segurança para apurar toda a briga que vitimou o engenheiro. O delegado responsável, Clésio Oliveira Silva, disse que a polícia trabalha também com a hipótese da briga ter sido motivada por uma discussão passada entre os dois, envolvendo a venda de um imóvel.

- Publicidade -

“Nós pegamos as imagens, está no serviço de inteligência para verificar o andamento desde quando ele entrou no show, até a morte dele. Até agora o que temos é uma fatalidade envolvendo dois homens que teriam uma desavença no passado, o que seria uma coisa ‘boba’, que teria resultado na morte”, afirma.

A briga

Ainda de acordo com a Polícia Civil, a briga começou durante a festa, quando o engenheiro e outro homem iniciaram uma discussão, em área próxima ao banheiro do camarote. Após agressões, eles foram separados por seguranças, sendo que a vítima foi levada ao setor médico e o agressor foi retirado do local.

Após o atendimento, houve nova discussão entre os dois, e o outro golpe de soco no rosto, teria resultado na morte do engenheiro, já na saída. Uma ambulância teve que ser acionada e ele foi levado ao Haoc, onde a morte foi confirmada.

O que dizem os organizadores?

A Festa do Peão de Indaiatuba confirmou a morte e a confusão através de nota oficial. No comunicado, diz que “um incidente” ocorreu em um dos camarotes e que a equipe de segurança agiu “prontamente”. De acordo com o texto, um dos envolvidos foi socorrido, mas voltou a ser agredido. “Após atendimento no ambulatório, a vítima encontrou novamente o agressor fora do recinto”, alegou.

“Em nova agressão, a vítima caiu e foi novamente socorrida, desta vez levada ao Haoc, onde foi constatado o óbito. O ocorrido, assim como o atendimento médico preliminar, foi registrado pelo sistema de monitoramento e segurança do evento, sendo fornecida cópia na íntegra à autoridade policial”, completa.

A organização do evento finaliza o posicionamento oficial afirmando que “se solidariza com a família da vítima neste momento de profunda tristeza”.

- Publicidade -
Leandro Las Casas
Leandro Las Casas
Graduado pela PUC-Campinas desde 2011, atua há 14 anos no Jornalismo, área na qual cobriu sete eleições, participou de grandes coberturas e esteve a frente de podcasts e projetos de assessoria. Começou a carreira na rádio CBN Campinas, onde foi estagiário, repórter e apresentador. No acidade on Campinas, assina matérias e reportagens de todas as editorias desde 2021.
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Notícias Relacionadas
- Publicidade -