- Publicidade -
CotidianoObras de macrodrenagem do Taubaté devem começar ainda neste ano

Obras de macrodrenagem do Taubaté devem começar ainda neste ano

As obras de macrodrenagem que serão feitas no Córrego Taubaté, em Campinas, com recursos da União devem começar no final deste ano

- Publicidade -
- Publicidade -

As obras de macrodrenagem que serão feitas no Córrego Taubaté, em Campinas, com recursos da União devem começar no final deste ano e terminar em dois anos, segundo estimativas anunciadas pela Prefeitura. Os trabalhos serão feitos com verbas do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), que foram oficialmente anunciadas pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na visita do chefe do Executivo a Campinas na semana passada.

Nessa região do Jardim das Bandeiras, uma ponte caiu e levou um carro durante as chuvas do ano passado. Ninguém ficou ferido (saiba mais abaixo).

As intervenções no leito córrego, que pertence à bacia do Rio Capivari, preveem obras em cerca de 1,8 quilômetro de extensão, com estimativa de investimento de R$ 35 milhões.

Entre os bairros que serão beneficiados pelas obras de macrodrenagem, estão:

  • Jardim das Bandeiras
  • Jardim São José
  • Vila Lourdes
  • Parque Camboriú
  • Núcleo Residencial Bandeiras II
  • Núcleo Residencial São José
  • Vila Lourdes


Entenda as obras de macrodrenagem

Segundo a Prefeitura, a obra parou há dez por falta de verbas, mas os trabalhos serão retomados em um trecho próximo à ponte da Rua Ferdinando Turqueti, na região do Bandeiras, que foi levada pelas chuvas no começo do ano passado.

As intervenções serão feitas em duas etapas, sendo a primeira de macrodrenagem e, a segunda, de microdrenagem.

“Na primeira etapa, com esse recurso de R$ 35 milhões, do PAC, na nossa visão, a parte mais importante, é a macrodrenagem, que vai fazer a canalização do rio, para que não haja outra ocorrência de enchente. Depois que esta fase estiver concluída, vamos executar as obras de microdrenagem para levar a água até esse novo canal que estará pronto. A microdrenagem será realizada depois da regularização dos núcleos residenciais do entorno pela Secretaria da Habitação”, explicou o secretário de Infraestrutura, Carlos José Barreiro.

Na canalização do Córrego Taubaté serão implantados os chamados gabiões, um tipo de “muro” composto por pedras e revestido com tela, que deve ajudar a aumentar a capacidade de vazão entre o Córrego Capivari até o Jardim das Bandeiras.

A obra inclui ainda questões habitacionais. A construção inclui também, além do sistema de drenagem, a implantação de sistema de abastecimento de água e de esgoto e pavimentação, para evitar as enchentes e inundações no local.

A Prefeitura informou ainda que já fez a remoção das famílias que estavam em áreas de risco na região do córrego. Segundo o Município, farão também a regularização fundiária das áreas invadidas, com registro dos imóveis e melhorias na infraestrutura para os moradores.

- Publicidade -

Saiba mais sobre a primeira fase


De acordo com o projeto, a obra começa na ponte da Rua Ferdinando Turqueti, seguindo por cerca de 1,8 quilômetro do leito do rio, passando pela ponte da Rua Herbert de Souza. Ambas as estruturas foram atingidas pelas chuvas que caíram em Campinas no ano passado e foram reconstruídas por meio de contrato emergencial.

O redirecionamento da calha seguirá então até a ponte do Filipão, que já havia caído há anos. A reconstrução da travessia está sendo feita com verbas municipais.

Saiba mais sobre a segunda fase


A segunda fase prevê a drenagem e pavimentação das vias dos bairros próximos. O trabalho deve ser feito depois que os núcleos residenciais – que ficam no entorno – sejam regularizados pela secretaria de Habitação.

A proposta é que sejam feitas, então, as galerias para escoamento da água de chuva, bocas de lobo, guias, sarjetas e asfalto.

Quer ficar ligado em tudo o que rola em Campinas? Siga o perfil do acidade on Campinas no Instagram e também no Facebook

Receba notícias do acidade on Campinas no WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta acessar o link aqui!

Faça uma denúncia ou sugira uma reportagem sobre Campinas e região por meio do WhatsApp do acidade on Campinas: (19) 97159-8294.

LEIA TAMBÉM NO ACIDADE ON PIRACICABA

Chuvas e ventos mantêm sensação de frio em Piracicaba; veja quando volta a esquentar

Entenda o que causou a mortandade de milhares de peixes no rio de Piracicaba


- Publicidade -
Raquel Valli
Raquel Valli
Formada em jornalismo pela PUC-Campinas em 1999, tem experiência como repórter, redatora, editora-assistente, produtora, informante e assessora de imprensa. Trabalhou para EPTV, CBN, Correio Popular, Oficina do Estudante e Prefeitura de Campinas. Foi homenageada pela Câmara Municipal com o Diploma de Mérito Jornalístico “Bráulio Mendes Nogueira “pelos relevantes serviços prestados à cidade”. É coach pela SBC e apaixonada por animais. Atualmente, é repórter no a cidade on Campinas.
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Notícias Relacionadas
- Publicidade -