Aguarde...

Vamos levar os jovens aventureiros conhecer a natureza.

Dicas de como fazer as crianças aproveitarem melhor as trilhas e aventuras na natureza e aprender a ser sustentável

| ACidade ON - Circuito das Águas

Dicas de como fazer e aproveitar melhor trilhas na natureza com os jovens exploradores  

Trilha com crianças bem pequenas.

Sabemos que um estilo de vida sedentário atual para os pequenos aventureiros geralmente é resultado de comportamentos como falta de exercícios, má alimentação, celulares, internet e hábitos não saudáveis. Esses comportamentos podem causar doenças cardiovasculares, diabetes e hipertensão, e facilitar o desenvolvimento de diversas outras doenças. Somado a necessidade de educarmos os jovens para conhecer o meio ambiente aprendendo a respeitá-lo. As trilhas e aventuras na natureza, juntas podem melhorar esses e outros problemas com as crianças e jovens, desenvolvendo tanto uma vida saudável nos jovens e melhorando a educação ambiental.
Não há idade ideal para levar crianças para fazer trilha. Muitos papais e mamães levam as crianças ainda de colo naquelas cadeirinhas mochilas, em bicicletas especiais, ou até mesmo caminhando as vezes. Para os jovens aventureiros poderem andar sozinhos, recomendo que tenham por volta dos 3 a 4 anos. Nessa idade a criança já possui mais equilíbrio e o risco de cair é bem menor.  

Trilha com crianças.

Viva uma aventura  

Estimule a criança antes da aventura. Diga que ela irá visitar uma floresta, tomar um banho de cachoeira, dar um mergulho no mar ver peixinhos, observar passarinhos ou então ver uma vista incrível do pôr do sol. Ela precisa de uma recompensa para se animar na trilha. Até porque a graça é esse mesmo, inclusive para adultos podem ser feitos da mesma maneira.
Se a criança for apenas andar e andar, rapidamente ficará entediada. Portanto, crie situações em que elas possam ser entretidas. Pequenos desafios, curiosidades, atividades com paradas para observar as plantas e bichos, responder perguntas e desenvolver experimentos são apenas algumas das opções de entretenimento. Observar insetos, plantas e outros elementos, que através da curiosidade e do conhecimento dos seres vivos possam ter uma interação e aprendizado. Por menores que as crianças sejam, elas não precisam de incentivos a fazerem conhecer e ter novas descobertas e usarem a imaginação.  


Vamos fazer um Piquenique
Uma boa ideia é fazer um piquenique no final do passeio. Leve lanches, frutas (nativas com jabuticaba, goiaba, acerola e espalhem sementes pelo local) e bastante água, menos 1 litro por pessoinha. Se possível leve muda de árvores nativas da região, plante essa ideia.  
Use o tema do lixo e explique que os resíduos trazem doenças e problemas ao meio ambiente. Use a sacolinha para descartar o lixo e conscientizar sobre o problema.  

Comida.

Abuse dos repelentes naturais (veja no blog dicas de repelentes). O ideal é usar roupas para proteger a cabeça as pernas e braços que ajudam na proteção contra o sol também.
Prefira fazer trilhas no horário da manhã, quando o sol não é tão quente. Evite a parte da tarde, principalmente em épocas de chuvas de verão, lembre-se, trilha molhada com pequenos, jamais. Mas em locais seguros com trilhas bem demarcadas, faça trilhas a noite, use lanternas e conheça a natureza e seus incríveis animais noturnos.  


Faça trilhas de acordo com a idade e disposição
Nem todas as crianças conseguem às trilhas longas. Então, principalmente quando os aventureiros são pequenos ou estão entrando no mundo das trilhas agora, escolha opções fáceis de acordo com a idade e principalmente a vontade dos trilheiros mirins. O ideal é que a distância máxima nesta introdução às trilhas seja de no máximo 1h30 de caminhada leve.
Uma opção para começar com as próprias trilhas/aventuras dento dos parques urbanos, praças arborizadas ou sítios e fazendas com locais apropriados. As crianças bem pequenas vão se acostumando aos poucos com a caminhada, os obstáculos e o cansaço.  

Animais com crianças bem pequenas.


Escolha terrenos adequados
Quanto ao tipo terreno que a trilha tem. Existem várias opções, caminhos com muitas raízes, pedras ou inclinação não são indicados para crianças muito pequenas. Eles ainda estão desenvolvendo habilidades motoras e nem preparo físico e podem cair e se machucar com facilidade. Agora com as crianças mais velhas com melhor preparo físico as trilhas com obstáculos tem mais atrativo, pois se torna uma aventura e desafios ao imaginário podem ser desenvolvidos para estimular os aventureiros. Mas nada impede que praças, parques ou mesmo fazendas, possam se tornar locais para caminhadas curtas, e apresentar a natureza aos pequenos aventureiros


Respeite o ritmo
Caminhe devagar. Crianças têm o seu próprio ritmo, respeite. Faça paradas constantes para o descanso, hidratação e alimentação, pare para mostrar as coisas e o meio ambiente, conte curiosidades, faça pausa para escutar os sons da mata, respirar. Também fique atento às necessidades fisiológicas e esteja preparado para este "desafio". Às vezes um caminho que o adulto faz em poucos minutos, serão completados em horas por uma criança e isso é normal. Não se preocupe em bater recordes, as passadas serão bem lentas, mas cada uma delas garantirá uma descoberta, pode apostar.  

trilhas com crianças escola.


ESTEJA COM OS EQUIPAMENTOS E ROUPAS CERTOS
Não é necessário ter todos os equipamentos de um montanhista profissional. Pense no conforto e proteção dos minis aventureiros. Usar um calçado adequado, roupas confortáveis e ideais para o tipo de atividade e condição climática, são fatores essenciais para o conforto, segurança e bem-estar na aventura dos pequenos.  



A aventura associada ao conhecimento do meio ambiente, é uma forma de agregar ao aprendizado dos jovens uma forma de criar respeito ao meio ambiente, tão necessário para nossa vida e o futuro dos nossos jovens aventureiros. Aventuras e conhecimento na natureza são excelentes para a saúde e desenvolvimento das crianças e para a sustentabilidade da nossa sociedade. Conhecer para conservar.  


Marcelo Tonini

Mais do ACidade ON