Aguarde...

ACidadeON

Voltar

colunistas e blogs

Vicente Golfeto

Importantes números dos cartórios de registro civil

Confira a análise no texto do professor Vicente Golfeto

| ACidadeON/Ribeirao

Vicente Golfeto, colunista do ACidade ON (Foto: Mastrangelo Reino / Arquivo A Cidade)
    Há já bom tempo, levantamos nos quatro cartórios de registro civil de Ribeirão Preto, mês a mês, inclusive no localizado no distrito de Bonfim Paulista, os números relativos à natalidade, ao obituário, à nupcialidade e também os referentes aos natimortos. O quadro abaixo exibe estes números, sempre no período de janeiro a outubro, mas do triênio de 2017, de 2018 e do corrente ano de 2019. 

.
    Com dados que começamos recentemente a pesquisar, pretendemos nos deter no número de divórcios requeridos junto ao cartório distribuidor do fórum. A experiência histórica nos permite lembrar de que, na Roma dos césares, "as mulheres casavam para se separar. E se separavam para, novamente, se casar". A nupcialidade é ângulo que nos permite analisar a sociedade, do ponto de vista laico, através de um dos seus prismas mais significativo. Já matrimônio é um sacramento. E, quando ele ocorre, os seus números nos permite focalizar a sociedade do ângulo de sua religiosidade.
    Enquanto isso, os números da natalidade, os que se encontram acima, no quadro mencionado, são dois dos quatro fatores que nos conduzem diretamente ao ativo demográfico. Esse se altera para mais quando crescem a natalidade e a imigração. Mas se altera para menos quando há expansão e crescimento no número de óbitos e no número de emigrantes.
    Todos esses números são meio e não fim. O meio é o foco mas menos incorreto que se pode fazer de uma sociedade. O fim é verificar como a sociedade está terminando. Afinal, com a vitória do individualismo, gradativamente a sociedade está se decompondo. Quem sintetizou esta realidade, em primeiro lugar, foi a falecida premier britânica, Margaret Thatcher, quando disse: "já não há mais sociedade. Só indivíduos".