Violino de professor morto é encontrado em comunidade de Ribeirão Violino de professor morto é encontrado em comunidade de Ribeirão

Violino de professor morto é encontrado em comunidade de Ribeirão

Instrumento estava jogado em um terreno baldio na região do Jardim Aeroporto, na zona Norte da cidade; Dois suspeitos do crime estão presos

Polícia apreende violino de professor morto em São Simão - Foto: Divulgação/Polícia
 

A Polícia Civil de Ribeirão Preto conseguiu localizar nesta sexta-feira (10), em um terreno baldio na comunidade do Jardim Aeroporto, na zona Norte da cidade, o violino que pertencia ao professor de música e artes, Wesley Ekstein de Camargo, de 45 anos, vitima de latrocínio em São Simão, a 50 quilômetros de Ribeirão. 

A Delegacia de Investigações Gerais (DIG) disse que recebeu a informação de que havia no local um case e que poderia ser da vítima. Ao chegarem lá, policiais encontraram o instrumento abandonado, no terreno da rua Borborema. A Polícia ainda não sabe quem deixou o violino lá. 

Presos  

Na semana passada, a Polícia Civil, em operação com a PM (Polícia Militar), prendeu o segundo suspeito de participação na morte do professor. O crime, investigado como latrocínio, ocorreu entre os dias 26 e 27 de maio. 

Segundo a Polícia Civil, o segundo suspeito foi encontrado em Cafelândia (SP), na região de Lins. Ele foi alvo de um mandado de prisão temporária. O primeiro suspeito foi preso no último dia 29 de maio, em São Simão.  

Ainda conforme a Polícia, ambos os presos possuem condenações pelos crimes de roubo, tráfico de drogas e furto. Os nomes dos dois investigados não foram divulgados. 

A Polícia agora aguarda os laudos do IML (Instituto Médico Legal) e do Instituto de Criminalística, para pedir a conversão da prisão temporária em prisão preventiva da dupla. 

O crime

Wesley foi encontrado morto pela empregada doméstica no início da tarde do dia 27 de maio, na casa onde morava. O corpo da vítima estava com um lençol na cabeça e uma gravata enrolada no pescoço.  

Além do violino, um carro Chevrolet Agile prata também foi levado pelos criminosos. O veículo ainda não foi encontrado pela Polícia. Quem tiver informações pode fazer uma denúncia ao telefone 197, da Policia Civil ou 190 da PM. 

Wesley de Camargo tinha 45 anos - Foto: Reprodução/redes sociais 

Mais Notícias

Mais Notícias