Aguarde...

ACidadeON Ribeirão Preto

Ribeirão Preto
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Gripe já matou mais de 200 pessoas desde início do ano em SP

Número supera os 200 óbitos registrados em todo o ano passado no Estado; vírus H1N1 tem maior letalidade

| Agência Estado

As mulheres representam 52% dos óbitos, segundo a Vigilância (Foto: Pixabay)
 

A gripe já causou a morte de pelo menos 206 pessoas desde o início deste ano no Estado de São Paulo. O número, divulgado na sexta, 29, pelo Centro de Vigilância Epidemiológica da Secretaria da Saúde, já supera os 200 óbitos registrados em todo o ano passado. O número de casos confirmados este ano - 1.184 - também superou os 1.021 de 2017. Em duas semanas, conforme os boletins da Vigilância, foram registrados 343 novos casos e 60 mortes em todo o Estado paulista.

A maior letalidade é do vírus influenza A (H1N1), com 135 mortes em 699 casos confirmados. A gripe A (H3N2) causou 31 mortes em 200 casos, e a gripe A não subtipada resultou em 29 óbitos em 216 casos. Por fim, a influenza B provocou 11 mortos em 69 casos. Segundo os dados da Vigilância, 52% dos óbitos foram de mulheres.

As mortes por gripe acontecem em todas as regiões do Estado. Nesta sexta, 29, foi confirmado o primeiro óbito do ano em Atibaia - um homem de 45 anos, que não tinha tomado a vacina, foi vítima do H1N1. Anteontem foram confirmadas as primeiras mortes nas cidades de Araçatuba e Lençóis Paulista. Na primeira cidade, a vítima foi um homem de 46 anos. Em Lençóis, morreu uma mulher de 43 anos. As duas mortes foram causadas pelo vírus H1N1.

Febre amarela. A partir de segunda-feira, a Secretaria Municipal da Saúde intensificará a campanha de vacinação contra a febre amarela em todas as 466 unidades básicas de saúde (UBS) do Município. Segundo a pasta, o objetivo é incentivar a procura, que continua baixa, apesar das várias campanhas.

Até quinta, 29, 6,6 milhões de pessoas procuraram as unidades da cidade para receber a vacina que protege contra febre amarela, o que representa cobertura de 57%. O número está abaixo da meta de vacinar 95% do público-alvo, avaliado como o ideal pela Prefeitura.

Em 2018, cerca de 8 milhões de pessoas em todo o Estado foram vacinadas contra a febre amarela. O número ultrapassa a marca de 2017, quando 7,4 milhões de doses foram aplicadas. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

QUER CONTINUAR LENDO ESTE CONTEÚDO E MUITOS OUTROS? FAÇA SEU LOGIN OU CADASTRE-SE

Informe seu e-mail e senha cadastrados para ter acesso a todo conteúdo do site:

ainda não tem cadastro?
QUER LER ESSE CONTEÚDO? CADASTRE-SE

Informe seu Nome, E-mail e senha para se cadastrar no Acidade ON

Quero ser informado sobre promoções e ofertas do Acidade ON e seus parceiros
Aceito os Termos de Uso do Acidade ON

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Cadastrados

Nome (obrigatório)
Email (obrigatório)
Comentário (obrigatório)
0 comentários

Veja também