Publicidade

cotidiano

"Estava roxinho de frio", diz enfermeira que atendeu bebê abandonado

Recém-nascido foi encontrado nesta segunda-feira (23), por um morador em um terreno baldio na cidade de Sertãozinho

| ACidadeON/Ribeirao -

"Estava roxinho de frio", diz enfermeira que atende bebê abandonado - Foto: Reprodução/EPTV
O bebê abandonado em um terreno baldio em Sertãozinho e encontrado por um morador na noite desta segunda-feira (23) foi resgatado com hiportemia. Em entrevista à EPTV, a técnica de enfermagem Débora Gomes Ferreira confirmou que a criança chegou debilitada à UPA da cidade. 

"Ele chegou com a PM Juliana enrolado em um cobertor que foi providenciado pelos moradores. Ele estava bem cianótico, roxinho de frio. Em seguida, usamos uma manta térmica, o aquecemos e chamamos a médica. Ele estava bem quietinho, com a respiração acelerada", disse.     

O bebê foi levado para o local com o cordão umbilical, o que indicava que o parto havia acontecido há algumas horas. Depois de receber os primeiros atendimentos na UPA, o menino foi transferido para a Santa Casa de Sertãozinho, onde permanece internado na UTI Neonatal.   

A pediatra da Santa Casa Andrea Domenici disse que ele continuará em observação por pelo menos mais 24 horas. "Ele está estável, mantém monitorizada, todos os exames foram colhidos e, no momento está se mantendo bem, não teve nenhuma outra intercorrência, então acredito que logo logo ele estará de alta da UTI", disse.  

O menino pesa 2,8 quilos e os exames não apontaram nada que preocupasse a equipe médica. "É uma criança recém-nascida, chegou aqui com poucas horas, não tinha nem 24hrs de vida. Pelos exames que a gente colhe, eles não mostram que ele tenha tido sofrimento. A gente colhe exames do protocolo mesmo, exame de sangue, laboratoriais", explica.   

O caso   

De acordo com boletim de ocorrência, o bebê foi achado enrolado em um lençol em um terreno baldio no bairro Águas do Engenho. O morador de uma casa ao lado encontrou criança e acionou a Polícia Militar (PM), que a encaminhou até a UPA de Sertãozinho.  

Na unidade foi constatado que o menino ainda estava com o cordão umbilical e sem a presilha; Com isso houve a transferência para o berçário da Santa Casa. Após receber alta, a criança ficará sob os cuidados do Conselho Tutelar. O caso é investigado pela Polícia Civil como abandono de incapaz.

Em nota ao acidadeon, o Conselho Tutelar de Sertãozinho disse que se até a alta do menino ninguém tiver se manifestado, o bebê seguirá para a adoção. Nesse caso, o Conselho Tutelar fará um relatório para o Ministério Público, que, por sua vez, comunicará a situação à Vara da Infância e Juventude

Santa Casa de Sertãozinho - Foto: Divulgação/redes sociais

Publicidade