Aguarde...

Colunistas

Luiz Puntel: Abandona ou acolhe?

Se verificarmos em outros países, a Roda dos Expostos é adotada na Rússia, Alemanha, Suíça, Coreia do Sul e na China, entre tantas outras nações

| ACidadeON/Ribeirao

Professor e escritor Luiz Puntel

Roda dos Expostos! Alguém, sem dar um Google, sabe responder o que é essa roda? Uma pista: é um sistema antigo, bem antigo, coisa do século 14, bem antes do Cabral vir tomar posse das terras d´além-mar.

No entanto, os séculos se passaram, mas o sistema continua atual. Tanto é verdade que, em muitos estados norte-americanos, a organização Safe Haven Baby Boxes faz a divulgação sistemática do que em Portugal e no Brasil, então já "descoberto" por Cabral, sempre se chamou de Roda dos Expostos.

Se verificarmos em outros países, a Roda dos Expostos é adotada na Rússia, Alemanha, Suíça, Coreia do Sul e na China, entre tantas outras nações. É um sistema controverso e polêmico, sem dúvida! Os que são contra dizem que a implantação do sistema é um incentivo para os irresponsáveis. Já os que são a favor, ao contrário, entendem que é uma maneira humanizada e religiosa de valorizar a Vida.

Mesmo sem ter dado um Google, já sabemos do que se trata a tal da roda, certo? Exatamente, leitores! Antigamente, era uma portinhola giratória encravada na parede de uma igreja ou convento, com a finalidade de acolher um bebê ali depositado por uma mãe, geralmente na calada da madrugada, assinatura do anonimato do abandono do recém-nascido.

E o antigo problema continua mais atual que nunca. A gravidez indesejada, que gera a impossibilidade de se assumir a maternidade, é uma realidade. O curioso é que justamente os que têm acesso à contracepção ou ao controle de natalidade - e o fazem porque têm condições financeiras da escolha - são os que apontam o dedo acusador à indefesa mulher, geralmente abandonada na sua gestação por um parceiro inexistente.

Afinal, a iniciativa das "baby boxes" é um incentivo ao escape da responsabilidade para as mulheres? Ou, ao contrário, é um acolhimento para que possam encaminhar seus filhos à adoção anônima?

Nem todos os bebês têm a sorte de serem entregues à adoção consentida como foi o caso do bebê, filho exposto, ou seja, enjeitado, de Joanne Simpson e de Abdulfattah Jandali, um herdeiro de poços de petróleo na Síria. Bebê que, ao crescer, seria um dos responsáveis por eu digitar esta crônica num teclado de computador e você, leitor, ler a mesma crônica em meios digitais. Ah, o nome do bebê? Um tal de Steve Jobs! 
 
----------------------------------------------------------------------------

Puntel, querendo saber: o que há de errado com a Natura e o Bento, filho querido e amado de Thammy Miranda e sua esposa, Andressa Ferreira?


Mais do ACidade ON