cotidiano

Especial Coronavirus

Variante Delta representa 98% dos casos de covid-19 em Ribeirão

Segundo pesquisa do Instituto Butantan, a cepa detectada pela primeira vez na índia é dominante na cidade; Entenda

| ACidadeON/Ribeirao -

 

Variante Delta representa 98% dos casos de covid-19 - Imagem: Pixabay

Uma pesquisa do Instituto Butantan aponta que 98% dos novos casos de covid-19 em Ribeirão Preto são da variante Delta, detectada pela primeira vez em 2020, na Índia. O resultado é obtido por meio das amostras positivas de pacientes com o coronavírus. 

Segundo o professor da Unesp, Vitor Valenti, essa variante se dissemina de uma maneira muito mais rápida. O primeiro registro oficial da Delta em Ribeirão Preto foi no dia 23 de agosto de 2021.  

Com a pandemia sob controle, Valenti atribui o efeito da vacina à queda significativa dos casos e de mortes por covid-19 em Ribeirão. 

"Quando a gente analisa países que fizeram um lockdown muito bem feito, em que o número muito pequeno de pessoas se infectou - quando a variante Delta chegou nesses países, ela conseguiu aumentar muito as internações, porque esses países optaram por não acelerar tanto a vacinação", disse. 

VEJA TAMBÉM - Ribeirão Preto confirma 87 casos e uma morte por covid-19

O virologista da USP de Ribeirão Preto, Benedito Lopes da Fonseca, afirma que as vacinas têm um papel importante na redução dos casos graves e das internações por covid-19. 

Além disso, pesquisas vêm demonstrando que os infectados pelo Sars-CoV original ou pela variante Gama, também conhecida como P.1, adquirem imunidade contra a Delta. 

"A gente tem evidências de que a CoronaVac é ativa e protege contra a Delta. E a Delta também é neutralizada por anticorpos de pessoas que tiveram a infecção pela P1. Baseada nessas características epidemiológicas, estamos tendo um número pequeno de casos de Delta", explica Fonseca. 
 

Vacinação

Segundo dados obtidos no portal do Vacinômetro, do Governo de São Paulo, Ribeirão Preto aplicou até nesta segunda-feira (8) 1,1 milhão doses.   

Apesar do avanço da campanha, uma parcela ainda está com a segunda dose atrasada. "A nossa cobertura para segunda dose em alguns segmentos está um pouco baixa principalmente a faixa etária dos 20 a 39 anos", alerta a diretora do departamento de Vigilância em Saúde, Marcia Luzia Romanholi Passos. 

Quem perdeu o prazo e pretende colocar em dia a vacinação, a orientação é procurar a unidade de saúde mais próxima para receber orientação das equipes que trabalham na campanha de imunização contra a covid-19, informa a Secretaria Municipal da Saúde. (Com EPTV) 

Ribeirão Preto aplicou 1,1 milhão de doses até nesta segunda (8) - Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil)

*NOTÍCIA ATUALIZADA ÀS 7H15 DO DIA 9 DE NOVEMBRO DE 2021

Mais notícias


Publicidade