Aguarde...

Economia

Hilário Bocchi: Pensão por morte de cônjuges e companheiros (as)

Com a reforma da previdência o valor do benefício deixará de ser 100% e cairá para 50%, com acréscimo de 10% para cada dependente até o limite de 5

| ACidadeON/Ribeirao

 
Hilário Bocchi: Pensão por morte de cônjuges e companheiros(as)  

Não muda nada para quem já está recebendo o benefício, nem mesmo a possibilidade de acúmulo se os requisitos para obtenção dos benefícios forem preenchidos antes da reforma da previdência.
A nova regra de carência já está valendo: antes era preciso apenas um dia de contribuição, hoje exige-se 18 meses.
Inexistia tempo de convivência, hoje o casal tem que provar que está junto pelo menos há dois anos.
O tempo de duração do benefício também já mudou. Hoje ela só é vitalícia para os dependentes com mais de 44 anos. Quem tem menos receberá o benefício por período que pode variar entre 3 meses e 20 anos, dependendo da idade.
Com a reforma da previdência o valor do benefício deixará de ser 100% e cairá para 50%, com acréscimo de 10% para cada dependente até o limite de 5.

Mais do ACidade ON