Aguarde...

Esportes

Entre os campos e a escola, golfista de Ribeirão mira Mundial

Aos 14 anos, Gabriel Holtz é bicampeão de torneio sul-americano e tem como referência o pai, top-10 do ranking brasileiro

| ACidadeON/Ribeirao

Gabriel Holtz, de 14 anos, vai disputar o Mundial de Golfe 2021 pela 3ª vez na carreira (Foto: Cleiton Carvalho / Yas!Marketing)

"Eu trouxe recentemente um amigo ao clube, mas ele não fez ideia de como jogar, porque é um esporte que precisa estar sempre atento e concentrado". É desta forma que o golfista Gabriel Holtz, nascido em Itapeva (SP), mas criado em Ribeirão Preto, reconhece as exigências da modalidade que pratica.

Embora tenha apenas 14 anos, o adolescente já acumula vitórias expressivas na carreira. Ele é o atual bicampeão do South American Championship, competição Sul-Americana juvenil realizada anualmente no Rio de Janeiro (RJ).  
 
CLIQUE E LEIA MAIS NOTÍCIAS SOBRE O ESPORTE DE RIBEIRÃO PRETO

No torneio, o atleta venceu a categoria até 12 anos, em 2019. Um ano depois, faturou a divisão para golfistas entre 13 e 14 anos. Com o triunfo, o garoto garantiu vaga ao U.S. Kids Golf de 2021, campeonato considerado o Mundial da modalidade por reunir golfistas de diversos países.  

A nova edição do torneio está agendada para o próximo mês de julho, na Carolina do Norte, nos Estados Unidos.

"Em 2020, acabei perdendo quase o ano inteiro por causa da pandemia. Muitos campeonatos importantes foram cancelados, inclusive o Mundial, onde já pude jogar por dois anos e fiquei duas vezes no top-50. Agora, a tendência é melhorar a classificação", projetou Holtz em entrevista ao portal ACidade ON.

O caminho até as conquistas já alcançadas por ele, no entanto, vai muito além dos campos de golfe. Atualmente, Gabriel divide o calendário de competições com a escola, onde está no 8º ano do ensino fundamental.

"Muitas vezes eu perco matérias e provas por causa de viagens e treinamentos. Depois, quando eu volto dos campeonatos, acabo tendo que correr atrás de tudo", explicou o garoto, que pretende cursar educação física.

  

Gabriel ao lado do pai, Alexandre, após conquista no Rio de Janeiro (RJ) (Foto: Divulgação / Redes sociais)

Inspiração   

O golfista de Ribeirão começou a dar as primeiras tacadas quando tinha apenas dois anos de idade, após influência do pai, Alexandre Holtz, 53, profissional do esporte.

Sob o treinamento do pai, atual 8º colocado no ranking da CBG (Confederação Brasileira de Golfe), Gabriel se sente seguro para desempenhar as boas atuações. 

"Meu pai me trouxe ao golfe, me mostra tudo aquilo que estou fazendo de errado, seja no swing ou nos outros movimentos. É ele quem me acompanha em todos os torneios, e a sua presença é muito boa. Pelo fato de ele ser um grande profissional aqui no Brasil, acredito que isso também facilita o desenvolvimento da minha carreira", afirmou o adolescente.

Ao portal, Alexandre falou sobre a importância de "lapidar" o filho para o esporte.

"Treinar o Gabriel é uma mistura de sentimentos, porque sinto muito orgulho e, ao mesmo tempo, tenho a liberdade de chamá-lo à atenção de uma forma mais forte. No futuro, as coisas irão amadurecer, e é uma grande responsabilidade ter uma joia preciosa em mãos, tendo que saber dosar as informações repassadas e a cobrança na hora certa", contou o golfista.

Início de temporada

Gabriel Holtz tem realizado treinamentos no Ipê Golf Clube de Ribeirão Preto, onde Alexandre é responsável pela administração do espaço.

O adolescente, que já disputa torneios profissionais no circuito, encerrou 2020 na 20ª posição do ranking adulto da FPG (Federação Paulista de Golfe).

Ele abrirá a nova temporada no próximo final de semana, quando vai competir no Campeonato Paulista de Match Play.

O torneio profissional acontecerá entre sábado (16) e domingo (17), no Sapezal Golfe Clube, em Indaiatuba.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON