Aguarde...

ACidadeON

Voltar

Lazer e Cultura

Biblioteca no Centro de Ribeirão Preto vai reabrir

Após passar por restauração, antiga biblioteca Altino Arantes passa a se chamar Sinhá Junqueira; Espaço ganhou um café

| ACidadeON/Ribeirao

 
*Notícia atualizada às 16h30 do dia 16 de janeiro de 2020 

Após um ano de espera, a população de Ribeirão Preto vai poder voltar a frequentar a biblioteca Altino Arantes, localizada na rua Duque de Caxias, em frente a praça XV de Novembro, no Centro.

O local, com um acervo de 11 mil livros, será reaberto no dia 7 de fevereiro de 2020 e passa a se chamar biblioteca Sinhá Junqueira. E as novidades não param por aí. Um café anexo ao espaço será inaugurado.

Liderado pelo arquiteto Dante Della Manna, com a restauração a cargo da arquiteta Maria Luiza Dutra, o projeto da reforma foi autorizado pelo Conppac (Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Cultural) e também foi acompanhada pelo Condephaat (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado de São Paulo). 

Além da restauração do imóvel levantado em 1932, foram construídos mais de 900 m² de uma área moderna ao redor do casarão que abrigará auditório para 58 pessoas, salas de leitura e de computadores, área infantil, além de um café. 

Ao todo, foram R$ 11 milhões investidos, sendo R$ 5,5 milhões na reforma do casarão e R$ 5,5 milhões na construção da nova área, tudo financiado pela Fundação Educandário "Cel. Quito Junqueira", entidade com fins sociais e filantrópicos. 
 
"Será um local que mistura tradição e modernidade, com o prédio histórico restaurado e a construção da nova área em um ambiente que foi planejado para oferecer muito conforto aos usuários", afirma Ciro Monteiro, coordenador da biblioteca Sinhá Junqueira.


 


Nome

A mudança no nome é uma homenagem à primeira moradora do casarão. "O conselho decidiu homenagear quem teve a ideia e a patrocinou inicialmente em testamento [entenda a história abaixo]. Será um espaço completamente diferente, inclusive na dinâmica, com mais eventos e área construída. Porém, todos os detalhes estão cuidadosamente preservados", explica Marcos Awad, presidente da Fundação.


 
LEIA MAIS 
 
Palacete histórico no Centro de Ribeirão Preto será restaurante
 
 
ON Explica: Casarão tombado no Centro está sendo demolido?



História

Projetada pelo escritório de Ramos de Azevedo, o casarão serviu de moradia para o Coronel Quito Junqueira e a Theolina de Andrade Junqueira (Sinhá Junqueira).

O local virou uma biblioteca por causa do testamento deixado pelo casal. E o pedido era específico: criar uma fundação e transformar a casa em biblioteca pública.

Foi em 1955 que o sonho de Sinhá nasceu, mas com o nome de Biblioteca Cultural de Ribeirão Preto. A instalação temporária ocorreu na rua São Sebastião, mas, pouco tempo depois, passou a funcionar na rua Duque de Caxias, 547.

Na época, recebeu o nome do então presidente do Conselho Administrador, Altino Arantes.

Mais do ACidade ON