Aguarde...

Lazer e Cultura

Cinemas de Ribeirão Preto estão liberados a partir da segunda

Reabertura no dia 5 de outubro está prevista no decreto 223; Protocolo sanitário prevê uma série de regras e restrições

| ACidadeON/Ribeirao

Cinemas de Ribeirão podem reabrir (Foto: Alfred Derks / Pixabay)


Após sete meses, os cinemas de Ribeirão Preto podem voltar a funcionar a partir do dia 5 de outubro, próxima segunda-feira.

A liberação consta no decreto 223 / 2020 da Prefeitura de Ribeirão Preto, publicado no Diário Oficial do Município (DOM) do dia 11 de setembro.

Além dos cinemas, na data também serão liberadas as atividades de teatros, museus e centros de eventos. Todas as atividades, porém, tem restrições de público e protocolos sanitários (veja mais logo abaixo). 
  

LEIA TAMBÉM: Biblioteca no Centro reabre na terça 


"Os Cinemas, Teatros, Museus e Centros de Eventos Culturais Diversos ficam, mantida a classificação na fase amarela ou superior, liberados a partir de 5 de outubro de 2020, mediante o cumprimento, obrigatório, das exigências", diz o artigo 6º do decreto.

A região de Ribeirão Preto está na fase amarela do Plano São Paulo desde 11 de setembro e aproxima atualização das fases da quarentena acontece no dia 9 de outubro.


Confira o protocolo sanitário para o setor:

a) Ocupação máxima limitada a 40% da capacidade do local;

b) Respeitar distância mínima de segurança entre os presentes. Tratando-se de familiares e habitantes de uma mesma residência, a distância mínima entre eles não será aplicável. Todavia, estes deverão respeitar a distância mínima de segurança em relação aos demais presentes;

c) Usar o maior número possível de entradas para permitir maior distanciamento;

d) Suspender Intervalos durante espetáculos para que não haja movimentação do público;

e) Suspender a participação do público nos palcos durante as apresentações, bem como as fotos com artistas;

f) Conferir visualmente os ingressos, através de leitores óticos ou de auto check-in, sem contato manual por parte do atendente;

g) Manter distância mínima segura entre pessoas, mudando a disposição de mobiliário ou alternando assentos, demarcando lugares que precisarão ficar vazios, e considerando não somente o distanciamento lateral, mas também o distanciamento entre pessoas em diferentes fileiras;

h) Escalonar a saída dos eventos por fileira de assentos, a fim de evitar aglomerações em escadas, portas e corredores; A saída deverá iniciar pelas fileiras mais próximas à saída, terminando nas mais distantes, evitando assim o cruzamento entre pessoas;

i) Facultar o uso de máscaras pelos artistas durante as apresentações, atuações e performances dos mesmos, desde que respeitado o limite mínimo de distanciamento com o público;

j) Prever intervalo suficiente entre sessões para higienização completa de todos os ambientes;

k) Suspender o consumo de alimentos e bebidas nos estabelecimentos, sobretudo nas áreas fechadas, garantindo que todos mantenham o uso de suas máscaras.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON