19 de abril de 2024
- Publicidade -
EP Agro No pé do café

No pé do café: Gustavo Rennó ensina o que você precisa saber na hora de interpretar a análise do solo:

A análise do solo é um dos passos importantes para a plantação, aprenda dicas para economizar na entressafra usando somente os nutrientes necessários.

O engenheiro agrônomo Gustavo Rennó, apresentador do “No pé do café” (EPTV) ensinou dicas de como economizar no momento de comprar os nutrientes para aplicar no solo entre uma safra e outra e como interpretar, de maneira correta, os resultados das análises feitas no solo confira:  

No vídeo, Gustavo faz uma comparação entre cuidar da saúde bucal e da plantação. Segundo ele. “você não precisa ser dentista para cuidar da saúde bucal do seu filho, mas você precisa saber o que é uma cárie para saber o momento de levar ele ao dentista”. `Para ele, as análises de solo devem ser feitas por um engenheiro agrônomo, mas o agricultor precisa ter noções básicas sobre essa análise. Veja algumas dicas: 

Ph do solo: esse é um dos principais indicadores para medição da saúde do solo, mas ele é insuficiente para tomar grandes decisões. 

Saturação de base: é o indicador que vem apresentado com um V maiúsculo e o símbolo de porcentagem na frente (%) na análise do solo, esse indicador leva em consideração o potássio, o magnésio, cálculo de hidrogênio e alumínio, esses indicadores vão mostrar qual a quantidade de calcário que o solo irá precisar. 

CTC: é apresentada na análise do solo com a letra T: esse indicador mostra a capacidade do solo de armazenar nutrientes, a variação dele é entre 2 e 19 e os resultados mais comuns são 7 e 8. 

Interpretando as medidas do CTC: Abaixo de 7: demonstra que o solo tem baixa capacidade de reter nutrientes, ou seja quanto mais baixo o CTC mais calcário o solo precisa. Caso o CTC for superior a 7, o solo armazena bem os nutrientes demandando menos uso de calcário, Ele está diretamente relacionado a Saturação de Base, para equilibrar esses índices é necessário fazer a análise conjunta com o CTC mais baixo a saturação de base deve estar entre 60 e 70% , se ele for mais alto o índice deve ser 50 e 60%.   

LEIA TAMBÉM: 

No Pé do Café: aprenda a preparar bem o solo para o plantio 

- Publicidade -

No Pé do Café: Aprenda a conter o avanço do cipó na plantação

Alumínio: quanto mais próximo do zero, melhor seu solo estará. Ele também é medido em conjunto com a CTC. Se ela for 7, o alumínio do solo deve estar zerado. Se ela estiver em 15, significa que seu solo tem uma resistência maior à presença desse minério.  

Potássio: na análise, ele é representado pela letra K. O potássio pode variar entre 100 a 200 mg/dm³, se a plantação apresentar números maiores do que esse, dispense a reposição de potássio. 

Magnésio: ele é medido em cedemol de carga. O ideal é que o teor esteja próximo de 1. Estando abaixo disso, a sua produção estará em risco. 

- Publicidade -

Calcio: o teor ideal desse nutriente é acima de 3 Cmlc/dm³. Ele é responsável por manter a resistência da planta.
Fosforo: medido em Mehlich, o seu índice ideal é de 15 a 25 mg/dm³. Se a medição for em resina, o ideal é 30 a 40 mg/dm³
Sabendo analisar todos esses indicadores, sua plantação irá prosperar e, o melhor, você irá evitar gastos desnecessários. 

LEIA MAIS: 

PIB da agropecuária cresce quase 18% neste semestre

Leonardo Otranto
Leonardo Otranto tem 21 anos, é nascido em Campinas e cursa jornalismo na ESAMC Campinas. Está em sua segunda passagem pelo Grupo EP, tendo adquirido experiência na Central de Apuração da EPTV, no acidade on Campinas e Atualmente, atua como estagiário aqui no portal Tudo EP.
- Publicidade -
plugins premium WordPress