14 de abril de 2024
- Publicidade -
Tudo Inovação

TikTok começa a remover mais músicas da Universal

Depois das músicas de artistas, plataforma começa a excluir obras de compositores ligados à gravadora e pode perder 30% de seu catálogo

A Universal acusa o TikTok de buscar remuneração substancialmente inferior àquela oferecida por outras plataformas (Foto: Divulgação)

O TikTok iniciou nesta terça-feira (27) a remoção de mais músicas da Universal Music Group, ampliando a medida com o fim do contrato entre a rede social e a gravadora que já havia silenciado artistas ligados à UMG. Agora, não apenas as músicas de artistas, mas também as obras de compositores estão sendo retiradas da plataforma, segundo a BBC.

A estimativa é que até 30% das músicas licenciadas no TikTok podem deixar a plataforma devido a essa ação, que inclui artistas como Adele, Justin Bieber, Mariah Carey, Ice Spice, Elton John e Bernie Taupin, Metallica, Metro Boomin, Harry Styles, Taylor Swift, SZA, the Weeknd, etc.

Impasse TikTok e UMG

O impasse entre a rede social e a gigante da música começou no início do mês, quando a licença das músicas da Universal expirou em 31 de janeiro devido à falta de acordo sobre os pagamentos aos artistas.

A Universal acusa o TikTok de buscar remuneração substancialmente inferior àquela oferecida por outras plataformas, enquanto o TikTok nega e alega que a Universal está fabricando uma narrativa distorcida.

LEIA TAMBÉM

Fim do Gmail? Google desmente boato que viralizou na internet

MWC 2024: confira 7 novidades da maior feira tech do mundo

Com a falta de acordo, além das obras da Universal, músicas de artistas associados a outras gravadoras, como Sony e Warner, e artistas independentes também estão sujeitas à remoção por ter alguma ligação com o selo.

- Publicidade -

O vasto catálogo da Universal, composto por cerca de três milhões de músicas, foi retirado no início de fevereiro, e espera-se que outras milhões sejam removidas até o final da semana, quando expira o acordo de catálogo editorial.

Apesar das implicações, a UMG afirma que apenas 1% de sua receita total provém do TikTok, uma plataforma com mais de um bilhão de usuários.

LEIA MAIS

Android terá função de “escrever à mão” no Google Docs

- Publicidade -
- Publicidade -
plugins premium WordPress