19 de abril de 2024
- Publicidade -
Tudo Notícias

Beira-Mar deixa prisão federal de Mossoró

Em fevereiro, dois detentos conseguiram fugir da unidade e ainda estão foragidos; buscas pela dupla duram quase três semanas

Presídio Federal de Mossoró (RN) (Foto: SNPP/Gov)

O sistema prisional federal transferiu Fernandinho Beira-Mar do presídio de Mossoró (RN). Em fevereiro, a unidade registrou a fuga de dois detentos, que seguem foragidos. As buscas pela dupla já duram quase três semanas.

O modelo de cadeia federal foi criado em 2006 e Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, foi o primeiro detento levado para uma dessas unidades. Na época, ele foi encaminhado para a unidade de Catanduvas (PR). A fuga em Mossoró foi a primeira registrada no sistema penitenciário federal.

LEIA MAIS

IR 2024: Quando começa a declaração?

IR 2024: Quando começa a declaração?

Hoje, são cinco penitenciárias federais de segurança máxima:

- Publicidade -
  • Mossoró (RN)
  • Catanduvas (PR)
  • Porto Velho (AC)
  • Campo Grande (MS)
  • Brasília (DF)

Elas são preparadas para receber criminosos de alta periculosidade e líderes de facções. É comum que os detentos se alternem entre diferentes unidades ao longo dos anos.

O novo destino de Beira-Mar não foi informado pelas autoridades. Ele é apontado pela Justiça como o líder da facção criminosa Comando Vermelho. Os dois fugitivos de Mossoró também fariam parte do grupo.

Mais transferências

A Senappen Secretaria Nacional de Políticas Penais, do Ministério da Justiça e Segurança Pública, remanejou outros 22 detentos do sistema penitenciário federal.

Segundo o ministério, a transferência de parte dos presos que cumprem pena em um dos cinco presídios de segurança máxima coordenados pela Senappen é uma medida de segurança, realizada periodicamente.

- Publicidade -

“O remanejamento de presos no âmbito do sistema penitenciário federal é uma medida importante para seu perfeito funcionamento, pois visa impedir articulações das organizações criminosas dentro dos estabelecimentos de segurança máxima, além de enfraquecer e dificultar vínculos nas regiões onde se encontram as penitenciárias federais”, informou o Ministério da Justiça, em nota.

Os presos foram remanejados entres as penitenciárias federais entre a última sexta-feira (1º) e domingo (3). A medida, contudo, só foi divulgada hoje (4), sem mais detalhes. Por segurança, o ministério não informou quem são os demais presos transferidos, nem para quais unidades eles foram levados.

*Com informações da Agência Estado e Agência Brasil

LEIA TAMBÉM

Entenda regras do TSE para uso de inteligência artificial nas eleições

Marcos André Andrade
Marcos André Andrade é formado em jornalismo pela Unesp e pós-graduado em Gestão da Comunicação em Mídias Digitais pelo Senac. No Grupo EP desde 2022, é editor do Tudo EP e foi repórter do acidade on Campinas. Tem passagens pela Band Campinas, Rádio Bandeirantes de Campinas e Rádio Band News de Campinas, onde desempenhou as funções de âncora, editor, produtor e repórter.
- Publicidade -
plugins premium WordPress