29 de maio de 2024
- Publicidade -
Tudo Notícias

‘Tio Paulo no banco’: o que é vilipêndio a cadáver?

Caso de mulher suspeita de levar um cadáver a uma agência bancária viralizou nesta semana; confira o que é vilipêndio a cadáver

Mulher que levou tio Paulo a banco poderá responder por vilipêndio a cadáver
Mulher que levou tio Paulo a banco poderá responder por vilipêndio a cadáver (Foto: Reprodução/ Redes sociais)

Nesta semana, viralizou o caso da mulher suspeita de levar um cadáver, conhecido como “tio Paulo”, a uma agência bancária no Rio de Janeiro. Ela foi presa, na tarde desta terça-feira (16), e autuada por vilipêndio a cadáver. Confira o que é este crime abaixo:

O que é vilipêndio a cadáver?

De acordo com o TJDFT (Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios), o vilipêndio a cadáveres é considerado crime contra o respeito aos mortos. O crime está previsto no artigo 212 do Código Penal Brasileiro e a pena pode ir de um a três anos de detenção e multa.

Na lei, o termo “cadáver” é entendido como o corpo ou partes dele, que são desprovidos de vida. Por outro lado, as cinzas são resíduos de cremação a que um cadáver é submetido.

LEIA TAMBÉM
Delegado fala que horário da morte de “Tio Paulo” não interfere no crime
‘Tio Paulo’ estava vivo quando chegou ao banco?

O que aconteceu com o tio Paulo?

No vídeo que viralizou, Paulo Roberto Braga aparece sentado, com a cabeça sendo sustentada pela sobrinha, Érika de Souza. “Tio Paulo, tá ouvindo? O senhor precisa assinar. Se o senhor não assinar, não tem como. Eu não posso assinar pelo senhor, tem que ser o senhor. O que eu posso fazer, eu faço”, ela comentava.

De acordo com o laudo de necropsia de Paulo Roberto Braga, o “tio Paulo”, não é possível determinar se ele morreu no trajeto ao banco ou no local. Por outro lado, o motorista de aplicativo, que levou Érika de Souza Vieira, a mulher que aparece no vídeo, e o idoso, afirma que ele estava vivo no carro.

LEIA MAIS
Conflito no Oriente Médio pode impactar o setor do agronegócio 

Anthony Souza

editor
É jornalista e analista de Mídias Digitais Jr. do Grupo EP. Tem experiência com reportagens multimídia e produção de web documentário. É formado em jornalismo pela Universidade Federal do Pampa (Unipampa) e tem afinidade com produção e edição de conteúdo para as redes sociais. Está no grupo desde 2022.
- Publicidade -
plugins premium WordPress