18 de abril de 2024
- Publicidade -
Tudo Pets

Qual é a maior sucuri do mundo?

Sucuri gigante é encontrada morta no MS

Ana Júlia é a maior sucuri do mundo (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Uma sucuri fêmea de aproximadamente 6 metros de comprimento, conhecida como Ana Júlia, foi encontrada morta por tiros em Bonito, no Mato Grosso do Sul. Apelidada de Rainha do Formoso, ela foi descoberta boiando no rio de mesmo nome.

A morte da serpente, carinhosamente chamada de “vovozona” por guias turísticos locais, gerou comoção e indignação nas redes sociais. Antes do trágico incidente, Ana Júlia era reconhecida por sua participação em documentários e por uma recente postagem sobre uma nova espécie de sucuri encontrada na Amazônia, que foi filmada em Bonito.

Após a notícia da morte do animal, o documentarista e fotógrafo Cristian Dimitrius, responsável por batizar a sucuri há uma década durante uma filmagem, expressou sua revolta nas redes sociais.

“Sinto como se tivesse perdido uma amiga, um membro da família, um ser especial com quem compartilhei muitos momentos especiais. Isso não ficará assim, vamos investigar e buscar justiça!”, afirmou Dimitrius em seu perfil no Instagram.

LEIA TAMBÉM

Anaconda ou sucuri? Veja quais são as diferenças

Instituto Butantan pesquisa anaconda gigante flagrada regurgitando cobra

- Publicidade -

Qual é a maior sucuri do mundo?

Segundo Cristian, Ana Júlia, com seus 6,5 metros de comprimento, era provavelmente o maior exemplar vivo da espécie no mundo, conforme reportado pela CNN Brasil.

Dimitrius, que estuda sucuris na região de Bonito há quase duas décadas, explicou que sua familiaridade com o animal permitiu que ele compreendesse seu comportamento, inclusive documentando sua reprodução em duas ocasiões distintas. “No ano passado, capturei belas imagens desta magnífica sucuri para dois documentários que ainda serão lançados“, acrescentou o documentarista.

O fotógrafo também destacou a importância do local onde o corpo de Ana Júlia foi encontrado para confirmar sua identidade, já que aquela área específica do rio Formoso era seu habitat natural. “Essas grandes serpentes tendem a permanecer na mesma região”, explicou.

- Publicidade -

Ao comparar imagens disponíveis e consultar uma bióloga que acompanhava a sucuri há oito anos, Dimitrius lamentavelmente confirmou que se tratava de Ana Júlia.

Rafaela Viveiros

administrator
Formada em Jornalismo pela Universidade Paulista (Unip). Jornalista do Grupo EP, repórter do Tudo EP, está no portal desde 2021 e possui experiências com produção de matérias para os portais, edição de vídeos, imagens e criação de conteúdo para as redes sociais.
- Publicidade -
plugins premium WordPress