29 de fevereiro de 2024
- Publicidade -
Tudo Saúde

Como usar repelente contra o mosquito da dengue?

Produto é uma barreira contra o Aedes aegypti, que já fez, pelo menos, 54 vítimas fatais no Brasil em 2024

Parte da eficácia do repelente pode se perder se o produto não for aplicado de maneira adequada

O Ministério da Saúde confirmou, nesta quarta-feira (7), que 54 pessoas morreram por dengue no Brasil em 2024. O número de casos prováveis da doença no país já somam 392.724. Dessa forma, além de tomar medidas preventivas, como evitar deixar água parada e colocar telas em janelas e portas, é importante fazer o uso de repelentes. Mas você sabe como aplicá-los da forma correta?

De maneira simplificada, pode-se dizer que os repelentes de uso tópico formam uma camada de vapor sobre a pele, que tem odor repulsivo aos insetos. Mas, de acordo com o CRF-SP (Conselho Regional de Farmácia do Estado de São Paulo), parte da eficácia do repelente pode se perder se o produto não for aplicado de maneira adequada.

Veja algumas orientações da Profa. Dra. Gisele Mara Silva Gonçalves, membro do Grupo Técnico de Trabalho de Cosmetologia, para usar corretamente os repelentes:

Como usar repelente contra o mosquito da dengue?

Reaplique sempre que a pele entrar em contato com a água, quando você suar excessivamente ou de acordo com as instruções do rótulo de cada produto. Também fique atento ao tempo máximo de duração da eficácia do repelente, informação que deve estar na embalagem.

Posso passar o repelente no rosto?

Orienta-se não aplicar o repelente diretamente no rosto, perto dos lábios, olhos e mucosas. Não aplique sobre cortes, feridas ou peles irritadas.

Protetor solar e repelente, pode?

Pode, porém, o correto é aplicar o protetor solar primeiro e esperar sua secagem por cerca de 15 minutos. O repelente pode ser usado em seguida, nas áreas do corpo que permanecerão expostas, evitando olhos e lábios.

Outra opção é utilizar um filtro solar que já contenha o repelente em sua composição, o que deverá constar no rótulo do produto, mas nesse caso será um produto de uso corporal, não deve ser usado no rosto.

LEIA TAMBÉM

- Publicidade -

Quais remédios são contraindicados em caso de suspeita de dengue?

Quanto custa a vacina da dengue?

Qual é o melhor repelente contra o mosquito do dengue?

A diferença entre as três principais substâncias presentes nos repelentes comercializados no Brasil é o tempo de eficácia de cada um, bem como suas concentrações.

  • DEET ou N,N-dietil-3-metilbenzamida: é a substância mais utilizada e estudada, tem amplo espectro e também repele carrapatos, mesmo em mulheres grávidas no segundo e terceiro trimestres de gestação, de acordo com a agência americana Food and Drug Administration (FDA). Uso permitido a partir dos dois anos de idade.
  • Icaridina ou Picaridina: é muito comum nos repelentes europeus e australianos, é uma molécula sintética desenvolvida a partir da pimenta. Tem amplo espectro, sendo eficaz contra mosquitos Culicine (arbovírus), moscas, mosquitos e carrapatos. É o repelente de maior duração, que depende da sudorese e da temperatura, podendo chegar a 12 horas. Uso permitido a partir dos dois anos de idade e gestantes.
  • IR3535: é incolor, quase inodoro e biodegradável. Uso permitido a partir dos seis meses de idade.

Grávidas e crianças podem usar?

O uso de repelentes de uso tópico à base de DEET, IR 3535 e Icaridina é seguro para gestantes, desde que devidamente registrados na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

- Publicidade -

Já no caso das crianças, é recomendável consultar o médico pediatra antes de iniciar o uso. A aplicação deve ser feita por um adulto. Bebês com menos de 6 meses não podem usar o produto.

LEIA MAIS

Barata morde? Vídeo de garoto viraliza nas redes sociais

plugins premium WordPress