- Publicidade -
BairrosSaiba quem foi padre Anchieta, que leva nome de bairro em Campinas

Saiba quem foi padre Anchieta, que leva nome de bairro em Campinas

Anchieta foi um dos fundadores do colégio que deu origem à cidade de São Paulo e atuou em outras frentes históricas no Brasil

- Publicidade -

O nome “Anchieta” é comum em Campinas. Na cidade, por exemplo, há uma avenida, um córrego e um busto que fazem homenagem a José de Anchieta, o padre que, também, leva o nome de um dos bairros do município: o Conjunto Habitacional Padre Anchieta. Embora seja comum no estado de São Paulo, enquanto personagem histórico, ele não tem relação direta com a formação de Campinas. 

“Anchieta e Padre Manuel da Nóbrega, enquanto personagens históricos, não têm nenhuma relação com a cidade de Campinas, pois viveram no século XVI”,

explica o historiador da Prefeitura Municipal Américo Villela.

Segundo o estudioso, Anchieta foi um dos fundadores do colégio que deu origem à cidade de São Paulo. “Ele foi um personagem importante na luta pela expulsão dos franceses do Rio de Janeiro e por isso alguns o consideram fundador da cidade do Rio”, diz.

- Publicidade -

Em uma carta do século XVI, logo após de iniciarem os trabalhos de catequese, Anchieta escreveu: “Nesta aldeia, 130 índios foram chamados para a catequese e 36 para o batismo, os quais são todos os dias instruídos na doutrina, repetindo orações em português e na própria língua”.

Além de trabalhos religiosos no colégio de São Paulo, pesquisadores explicam que Anchieta também atuou como poeta, teatrólogo, gramático e historiador. Entre as obras mais famosas, há: Auto da festa do Natal (1561), Dos grandes feitos de Mem de Sá (1563), Poema da Bem-aventurada Virgem Maria, mãe de Deus (1563). Auto da festa de São Lourenço (1583), Na aldeia de Guaraparim (1585), Auto de Santa Úrsula (1595) e Auto de São Maurício (1595).

No Espírito Santo, na aldeia de Reritiba, em 9 de junho de 1597, o religioso morreu. Quase cinco séculos depois, em 22 de junho de 1980, o papa João Paulo II beatificou o padre José de Anchieta. Em 3 de abril de 2014, Anchieta foi canonizado e declarado santo pelo Papa Francisco.

LEIS EM CAMPINAS

Área correspondente do bairro Padre Anchieta, no Distrito de Nova Aparecida (Foto: Arquivo/ Prefeitura Municipal)

De acordo com a Prefeitura Municipal, o loteamento do Conjunto Habitacional Padre Anchieta, construído durante a década de 70, foi aprovado pelo Decreto 8.614-23/09/1985, em área da Cohab (Companhia de Habitação Popular de Campinas), localizada no Distrito de Nova Aparecida. Embora a figura histórica não tenha relação direta com Campinas, a influência da religião católica aparece em algumas leis. 

No decreto n° 6.083 de 2 de julho de 1980, por exemplo, data em que o papa João Paulo II visitou o Brasil, a Prefeitura de Campinas estabeleceu o nome do religioso em uma das avenidas do bairro. Além de João Paulo II, o cardeal Dom Agnelo Rossi, Dom Antonio Maria Alves de Siqueira e Dom Gilberto Pereira Lopes também foram eternizados nas ruas do Padre Anchieta.

- Publicidade -

Em Campinas, referências à Avenida Anchieta aparecem bem antes. Em 1938, 44 anos antes da inauguração do bairro Padre Anchieta, Campinas investiu em melhorias urbanas e a avenida foi contemplada. O inciso é o 3° do artigo um do ATO 118, que previa alargamento da Rua General Osório entre a Rua José Paulino e Avenida Anchieta. O mesmo documento também previa o alargamento da Rua Major Solon entre a Travessa Irmãos Bierrembach e a Avenida Anchieta. 

Vozes da Nossa Gente

Essa matéria faz parte do Projeto “Vozes da Nossa Gente”, que tem como foco no jornalismo hiperlocal e busca uma maior conexão com a comunidade. O “Vozes da Nossa Gente” pretende inspirar com boas histórias, que são contadas de maneira humanizada pelos moradores de dez bairros da cidade.

A cada duas semanas, uma região será o foco das pautas desenvolvidas pela equipe de jornalismo do portal, que produzirá, para cada região visitada:

  • Matérias especiais que serão publicadas no ACidade ON Campinas
  • Conteúdos interativos, que serão postados nas redes sociais do portal
  • Um mini documentário que será disponibilizado no canal do ACidade ON no YouTube.
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Notícias Relacionadas
- Publicidade -