Varíola dos macacos: estado confirma 14 casos em Campinas Varíola dos macacos: estado confirma 14 casos em Campinas

Varíola dos macacos: estado confirma 14 casos em Campinas

Pasta estadual registra ainda 21 confirmações da doença na região de Campinas; total era de 16 até a última sexta (29)

Varíola dos macacos segue avançando em São Paulo (Foto: Reprodução/EPTV Campinas)
 

A secretaria Estadual de Saúde confirmou neste domingo (31) mais um caso de varíola dos macacos (monkeypox) em Campinas. Agora, de acordo com os dados do governo, são 14 confirmações, um a mais do que o registrado pela Prefeitura.

Os números estaduais são diferentes dos contabilizados pela secretaria Municipal de Saúde, que mantém a contagem em 13 registros da doença em Campinas.

Até o último boletim municipal, divulgado na última sexta (29), a cidade contabilizava oito infecções importadas e cinco contraídas no próprio território. A pasta estadual, porém, não detalhou como o 14º paciente contraiu o vírus.

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

De acordo com as informações da secretaria de Saúde de Campinas, até sexta, 12 homens e uma mulher com idade entre 23 e 41 anos haviam contraído varíola dos macacos. Até o fim da última semana, três deles já haviam do isolamento.

Ainda conforme a saúde da cidade, os demais seguiam em acompanhamento ambulatorial, sem gravidade e com boa evolução. Além disso, até o dia 29, cinco casos suspeitos estavam em investigação e aguardavam confirmação oficial.

REGIÃO DE CAMPINAS

Além de atualizar os dados de Campinas, o balanço da secretaria Estadual de Saúde confirmou ainda mais cinco casos de varíola dos macacos na região de Campinas. Até sexta, o total chegava a 16 em Campinas e nas cidades próximas.

Em relação à última contagem do órgão estadual, Campinas teve mais quatro casos. Já Paulínia, teve mais uma infecção pelo vírus confirmada nos último dias. Confira os números atualizados pelo estado na região até este domingo:

- Americana: 1

- Campinas: 14

- Indaiatuba: 2

- Paulínia: 2

- Santa Bárbara D´Oeste: 1

- Vinhedo: 1

- Total: 21


LEIA MAIS

Indústria de Campinas aumenta presença na internet na pandemia

Veja a previsão do tempo para Campinas neste domingo

Campinas realiza 1ª Corrida Vertical no Paço Municipal

ASSISTÊNCIA EM CAMPINAS


A secretaria de saúde de Campinas afirma que toda a rede municipal está preparada para atender, diagnosticar e monitorar os casos de monkeypox. O atendimento está disponível nos centros de saúde, prontos-socorros, pronto atendimentos e no Centro de Referência em IST, HIV/AIDS e hepatites virais.

PREVENÇÃO

De acordo com a secretaria Estadual, as principais maneiras de prevenção ao Monkeypox são:

- Evitar contato íntimo ou sexual com pessoas que tenham lesões na pele

- Evitar beijar, abraçar ou fazer sexo com alguém com a doença

- Higienização das mãos com água e sabão e uso de álcool gel

- Não compartilhar roupas de cama, toalhas, talheres, copos, objetos pessoais ou sexuais

- Uso de máscaras, protegendo contra gotículas e saliva, entre casos confirmados e contactantes


SINTOMAS

- O principal sintoma é o aparecimento de lesões parecidas com espinhas ou bolhas que podem surgir no rosto, dentro da boca ou em outras partes do corpo, como mãos, pés, peito, genitais ou ânus;

- Caroço no pescoço, axila e virilhas

- Febre

- Dor de cabeça

- Calafrios

- Cansaço

- Dores musculares


LEIA TAMBÉM
Golpes na internet atingem programas de milhas e fidelidade


Mais Notícias

Mais Notícias