Aguarde...

ACidadeON

cotidiano

México pode romper hegemonia no poder

MÉXICO/ELEIÇÕES

| Estadao Conteudo

Os mexicanos votam neste domingo, em uma eleição com potencial de transformação, que pode colocar no poder uma pessoa que promete acabar com a atual maneira de fazer política e negócios.

Mas seus rivais avisam que uma vitória do esquerdista Andrés Manuel Lopez Obrador pode levar o país a voltar décadas no tempo, com uma política econômica intervencionista. Eles também prometem combater a corrupção e trazer mudanças para o país. Além disso, todos os candidatos estão criticando as políticas do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, contra os imigrantes e o México.

Esta é a terceira candidatura de López Obrador à presidência e alguns consideram que esta é a sua melhor oportunidade, após 12 anos de campanha quase permanente. O discurso contra a "máfia do poder" que há muito governou o México e em favor dos pobres parece estar sendo bem recebido, com pesquisas mostrando-o com uma ampla liderança ante os três concorrentes que não conseguiram despertar o interesse dos eleitores.

"O regime corrupto está chegando ao fim", disse López Obrador, de 64 anos, também chamado de AMLO.

O México elege neste domingo um novo presidente e também renova a Câmara dos Deputados e o Senado.

Veja também