ACidadeON Ribeirão Preto

Ribeirão Preto
mín. 20ºC máx. 36ºC

bairros

Assaltos e arrastões assustam quem espera ônibus no Centro da cidade

Usuários do transporte coletivo em Ribeirão Preto estão sempre em alerta

| ACidadeON/Ribeirao

Weber Sian / A Cidade
Usuários do transporte coletivo esperam em ponto do Centro; roubos são uma preocupação permanente para todos (foto: Weber Sian / A Cidade)

 

Roubo em ponto de ônibus é um dos grandes problemas em Ribeirão Preto e que também afeta o Centro da cidade, deixando os usuários do transporte coletivos sempre em alerta.

Há pouco mais de dois meses, dois homens em uma moto fizeram um arrastão em pontos de ônibus na rua Lafaiete, atrás da Catedral Metropolitana, em que, ao menos, 20 pessoas foram alvos dos bandidos.
Por isso, amedrontados, os usuários se mantêm atentos. “Já tentaram me assaltar. Por isso, estou sempre com receio e atenta quando estou no ponto de ônibus”, afirma Jéssica Silveira, 22 anos.

Por precaução, a estudante Luiza Zacharias, de 20 anos, toma alguns cuidados para evitar ser alvo de assaltantes. “Medo a gente sempre tem. Mas, tento nunca ficar com celular ou dinheiro à vista. Não sei se isso evita assaltos, mas faço por precaução”, diz.

Além disso, quando pega ônibus à noite, Luiza procura lugares mais iluminados e estar sempre acompanhada. “Tem dado certo e assim espero que se mantenha”, conclui.

Números

Segundo levantamento feito pelo A Cidade com base em dados obtidos junto à Secretaria de Segurança Pública (SSP) por meio da Lei de Acesso à Informação, os assaltos em pontos de parada de ônibus explodiram em Ribeirão Preto este ano.

2017

De janeiro a agosto, foram 286 ocorrências registradas na Polícia Civil, que vitimaram 307 pessoas. Para efeito de comparação, no mesmo período de 2014 foram 160 casos – pouco mais da metade.
Em 2017, a média é de ao menos uma ocorrência de roubo em locais de embarque e desembarque de ônibus todos os dias.

Dicas de segurança

1) Não deixe o celular à mostra:
Segundo a Polícia Militar, o celular é o objeto mais visado pelos criminosos (e não apenas nos pontos de ônibus). “O uso do celular tira totalmente a atenção das pessoas, evitando que ela perceba a aproximação de infratores, além de estar expondo seu bem”. Segundo a PM, aparelhos de telefone são trocados com facilidade por drogas e fáceis de revender.

2) Fique alerta
A PM orienta caminhar “observando tudo ao redor (atenção 360º)”. A corporação diz que, caso haja um suspeito se aproximando, o ideal é procurar um “local movimentado e seguro”.

3) Consulte o aplicativo
A Transerp ressalta que o o aplicativo CittaMobbi, que pode ser baixado gratuitamente, fornece o horário e localização em tempo real dos ônibus. Isso evita espera desnecessária nos pontos de ônibus. Somente em setembro, segundo a Transerp, foi aproximadamente um milhão de acessos no aplicativo.

4) Jamais reaja
Caso seja vítima de um assalto, não reaja. Ligue para a Polícia Militar e, depois, formalize o boletim de ocorrência. O registro é importante, também, para os órgãos policiais monitorarem as áreas em que há maior incidência de crimes.
 

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Cadastrados

Nome (obrigatório)
Email (obrigatório)
Comentário (obrigatório)
0 comentários

Veja também