Aguarde...

ACidadeON Ribeirão Preto

Ribeirão Preto
mín. 20ºC máx. 36ºC

Espero que a seleção brasileira vença e convença nesta Copa América

Reconheço que neste ano Uruguai e Peru podem aprontar, mas é difícil imaginar uma final sem Brasil e Argentina

| ACidadeON/Ribeirao


Espero que a seleção brasileira vença e convença nesta Copa América. Reconheço que a competição não é tão forte assim como a Euro. Os grandes favoritos são Brasil e Argentina. As vezes o Chile se intromete e ganha o título. Mas as duas principais equipes do continente sempre foram e serão apontadas como favoritas.

Reconheço que neste ano Uruguai e Peru podem aprontar. São dois bons times. Mas é difícil imaginar uma final sem Brasil e Argentina. 

Por jogar em casa, pelo apoio do torcedor e pelas qualidades individuais de seus jogadores, os comandados de Tite são favoritos. Mas não se pode negar que o ditado cabe bem neste caso: " o jogo só acaba quando termina". Não adianta ser favorito e não confirmar em campo a superioridade.
 
Jogar em casa pode ser uma faca de dois legumes, como diria o saudoso Vicente Matheus. O apoio será grande, mas a cobrança também.

Tite sabe disso e precisa usar o fator torcida a favor do seu time. E não contra. Tem de jogar sem hesitação contra todos os adversários. O jogo precisa ser decidido nos primeiros 20 minutos. Tem de aniquilar o adversário. Para isso os laterais devem apoiar intensamente, especialmente Daniel Alves. A marcação do meio deve ser alta. E o ataque tem de usar velocidade e penetrações para surpreender o adversário.

Já disse que parece que a Bolívia foi escalada por encomenda para ser o primeiro adversário brasileiro. O time é fraco e sem grandes jogadores. Vai entrar fechadíssimo e tentar surpreender com apenas uma bola. Claro que Tite sabe disso e vai alertar seus atletas.

STJD

Não passa do dia 19 o julgamento de Botafogo e Palmeiras, jogo vencido pelo Verdão, que teve os três pontos congelados pelo tribunal.

Fontes bem informadas garantem que os julgadores não aceitarão a tese do Botafogo e devolverão os pontos para o Palmeiras.

Realmente o lance foi polêmico. O árbitro Paulo Roberto Alves Junior não constou qualquer irregularidade em seu relatório. Mas em tempos de VAR as imagens tornam-se relevantes. Juízes do STJD vão dar maior peso ao juiz do jogo.