Aguarde...

ACidadeON

Voltar

colunistas e blogs

Conflitos

Quando a Federação Paulista marcou os primeiros jogos as 11 horas da manhã, estava na verdade, atendendo a um pedido da Rede Globo

| ACidadeON/Ribeirao

(São Paulo) Quando a Federação Paulista marcou os primeiros jogos as 11 horas da manhã, estava na verdade, atendendo a um pedido da Rede Globo. A emissora queria testar esse novo horário para a sua audiência e melhorar os índices doSportv. O tempo passou e a Globo percebeu que poderia faturar mais ainda com o pay-per-view nos jogos das 11,00h.  

A torcida gostou do novo horário. Há alguns anos, os estádios ficam cheios, até lotados. As opiniões da galera sintetizam que um jogo as 11,00h da manhã, seja sábado ou domingo, libera o torcedor para que o resto do dia seja curtido com amigos e familiares.  

O problema desse horário é o período entre novembro e março. Calor escaldante. Impossível ter resistência física no segundo tempo. E os jogadores reclamam em off de ter de acordar as seis, sete da manhã. Eles sabem que o corpo não está adequado para um jogo inteiro. Poucos técnicos protestam publicamente. Mas nos bastidores é difícil encontrar, entre jogadores e treinadores, quem concorde com esse horário.  

 Importante é a CBF conversar com os atores do espetáculo. Também abrir espaço e ouvir os torcedores. 


Roberto Rojas

Quando ele jogou no São Paulo eu era setorista do clube trabalhando pela Rádio Globo. Fizemos uma boa amizade. Uma vez, de férias no Chile, fui visitar a família dele e aumentamos os laços de fraternidade. Também recebi em São Paulo a família do Rojas e devolvi a hospitalidade.  

Por isso, aquele episódio do Maracanã envolvendo o goleiro da seleção chilena e a fogueteira deixou perguntas sem respostas. Até hoje não entendi as razões de todo aquele teatro e por que o sempre tímido e bom caráter Rojas tinha provocado o escândalo internacional. Nunca tive coragem de perguntar para ele.  

O fato está comemorando 30 anos. Eu estava naquele domingo trabalhando no Maracanã e como todo mundo fiquei perplexo com as cenas, as consequências e o perigo de a partida ser anulada.  

Felizmente a Fifa reconheceu que a seleção brasileira não teve qualquer culpa, manteve a vitória com o gol de Careca e o tempo amenizou o radicalismo de então.  

Aliás, o tempo é o senhor da razão.

Mais do ACidade ON