Aguarde...

Frota de veículos do nordeste paulista - I

Confira a análise no texto do professor Vicente Golfeto

| ACidadeON/Ribeirao

Vicente Golfeto, colunista do ACidade ON (Foto: Mastrangelo Reino / Arquivo A Cidade)
    Numa série histórica cujas pontas são os exercícios econômicos de 2006, início da coleta de dados, e 2020, a última coleta mas sempre no período de janeiro a julho, a frota formal de veículos dos trinta e quatro municípios que compõem a região metropolitana de Ribeirão Preto, aumentou 109,06%. É o que mostra o quadro abaixo. 


    Como se pode ver e constatar, em julho de 2006 o total da frota formal de veículos automotores era de 574.117 chegando a 1.200.234 em julho de 2020.
    Ficam claras, pelo menos em princípio, as seguintes singularidades: 1- a média de aumento da quantidade da frota formal de veículos foi 109,06%. Assim, vinte e cinco dos trinta e quatro municípios que compõem a região metropolitana de Ribeirão Preto ficaram acima da média enquanto nove municípios apenas, Batatais, Taiúva, Mococa, São Simão, Ribeirão Preto, Jaboticabal, Monte Alto, Orlândia e Santa Rita do Passa Quatro, ficaram abaixo; 2- Ribeirão Preto e Jaboticabal, dois dos três municípios mais populosos, ficaram abaixo da média de 109,06%. Apenas Sertãozinho, o segundo mais populoso, ficou no limite em termos de crescimento da frota formal. E no limite porque, afinal de contas, o crescimento da frota de veículos de Sertãozinho foi ligeiramente acima da média, ficando em 109,68%.