Publicidade

Conteúdo de Marca

O colaborador é o protagonista no grupo Bild e Vitta

Imersos na cultura de inovação, gestores da Bild e Vitta apresentam programas do grupo empresarial e pregam o empreendedorismo e intraempreendedorismo

|


Equipe Bild e Vitta em uma das edições do Programa de Formação de Sócios da empresa
"Não fosse o limite de tempo imposto pela agenda recheada de atrações, a equipe viraria a noite batendo papo". Faz todo sentido a afirmação feita por Nicolas Simões Braga, gerente da área de Inteligência do grupo Bild e Vitta, sobre a roda de discussão entre gestores do grupo acerca do tema "Cultura de Inovação e Empreendedorismo", que contou com conteúdo robusto e qualificado, exposto de maneira leve e descontraída. 

O encontro com transmissão online fez parte da programação do estande virtual montado pelo grupo empresarial formado pela Bild Desenvolvimento Imobiliário e Vitta Residencial no Silicon Valley Web Conference, que acontece durante este mês de outubro no ambiente online que pode ser acessado no https://www.startse.com/svwc/svwc-bildvitta

A Bild e Vitta é co-realizadora, junto com a StartSe, deste, que é o maior e mais importante evento sobre construtech, inovação, tecnologia e empreendedorismo da América Latina. 

O ponto central do bate-papo foi mostrar caminhos para ajudar a levar inovação, empreendedorismo e boas operações para o mercado, além de oferecer ao público uma noção sobre a cultura interna do grupo Bild e Vitta. Ao longo dos 13 anos de atuação no mercado, a empresa implementou frentes que pregam e praticam o empreendedorismo e o intraempreendedorismo.  

Um deles é o Programa de Formação de Sócios, em vigor há cerca de três anos, que trabalha o desenvolvimento dos colaboradores. Segundo Francine Mendonça, gerente de pessoas, gestão e expansão, o programa desenvolve colaboradores que querem intraempreender com a empresa na abertura de novas regionais, em cidades diferentes.  

"São os nossos filhos que nascem em outros lugares", ilustra ela. "Valorizamos muito e reforçamos que abrimos regionais e não queremos saber onde, mas sim com quem. Temos estudos e planejamentos sobre lugares potenciais, mas é muito importante a questão de quem vai abrir, quem vai nascer com essas cidades. O Programa de Sócio apoia a abertura de regionais através de pessoas", afirmou. 

TRANSFORMANDO IDEIAS EM NEGÓCIOS

Outro programa de intraempreendedorismo mostrado na live é o InPulso. Alessandra Carvalho, gerente da área de Novos Negócios, responsável pelo InPulso, explica que o objetivo do mesmo é ajudar os colaboradores que têm o desejo de empreender, mas ainda não sabem muito bem como dar os chamados primeiros passos.  

"A gente ajuda e dá todas as ferramentas para que eles consigam transformar uma ideia em um negócio. As pessoas que conseguem fazer essa transformação se tornam sócias desse negócio lá na frente", disse.  

Questionada por Nicolas se o programa se assemelha a uma grande "incubadora", ela respondeu positivamente. 

"São três grandes fases. A primeira, é uma fase de seleção em que a gente desenvolve essas pessoas. Nós as formamos e vamos selecionando-as. As pessoas que chegam ao final do processo de seleção e são aprovadas passam para uma fase que chamamos de pré-spin-off, que nada mais é do que uma aceleração", afirmou. 

Ela seguiu explicando que a nova empresa é, então, construída ainda dentro do "grupo mãe" e assim se desenvolve até o momento em que consiga ter certa independência. "Quando ela já estiver andando sozinha é que vai ser tomada a decisão de fazer o spin-off e a pessoa se torna sócia", disse. 

Alessandra explicou também que há uma condição básica para que um negócio ou ideia possa encontrar terreno fértil dentro do Programa InPulso.  

"Entendemos que conseguimos contribuir com o nosso conhecimento do mercado. Tomamos a decisão de ajudar as pessoas que querem desenvolver algum tema relacionado ao nosso negócio." 

Um exemplo sólido de uma spin-off foi apresentado por Everton Migliari Domingos, responsável pela Veraz Consultoria e Corretagem de Seguros. A empresa sob sua gestão foi a primeira spin-off do grupo, tendo sido implementada antes mesmo de um programa específico estar concretizado. Com dois anos e meio de atividade, esta "empresa-filha" do grupo Bild e Vitta conta com 10 colaboradores. 

PRATELEIRA DE COMO FAZER

O empreendedorismo corporativo fez parte da explanação de Kim Morise, gerente executivo de Inovação da Bild e Vitta. Para ele, a empresa e os colaboradores precisam inovar e é preciso haver constante espírito empreendedor. Desta forma, o grupo ajuda no feitio da chamada gestão da inovação.  

"A gente colabora trazendo ferramentas e possibilidades. Como temos uma cultura muito forte, uma empresa que nasceu há 13 anos com essa pegada de fazer diferente, hoje com foco muito grande no cliente, mantemos esse espírito empreendedor", disse.  

De acordo com Kim, sua área está tentando ajudar a empresa neste caminho de inovação, somando forças para trazer para o valor presente algo que realmente impacte positivamente a vida de consultores, clientes e stakeholders.  

"Não podemos esquecer que não se inova só em novos negócios, não só em novas regionais. Aquele colaborador que está dentro de sua área pode, sim, ser um empreendedor; pode, sim, fazer a diferença e assim contribuir, impactando muitas pessoas, inclusive a indústria." 

 AMBIENTE FÉRTIL PARA QUE EMPREENDEDORES BROTEM

Nicolas lembrou a relevância de uma cultura que semeie o empreendedorismo e sugeriu que os participantes falassem sobre o quanto a cultura interna propicia e incentiva o ambiente para que os empreendedores "brotem".  

Alberto Magyori, que está com a missão de abrir uma nova regional da empresa na cidade de Marília (SP), disse já ter visto muitos casos da consolidada cultura do grupo empresarial ser refletida na maneira da gestão.  

Ele afirma que quando alguém se propõe a fazer uma mudança positiva, invariavelmente recebe apoio do gestor da área.

"Trata-se de uma cultura corporativa em que você não precisa sentir medo de falar os seus sonhos, seus desafios, pode abrir isso com seu gestor e, 100% das vezes quando o gestor está alinhado com nossa cultura, recebe incentivo de várias formas", disse Magyori. 

Para ilustrar, ele cita seu próprio exemplo: "olhava para meu diretor e dizia quero ser um dia igual a ele, quero abrir uma [nova regional em uma] cidade, quero estar na linha de frente. E, ao longo do caminho, nunca tive vergonha ou dificuldade em revelar esse sonho, porque eu acreditava, e quem me ouvia, incentivava. Então, essa cultura disseminada em todos os campos é muito importante para as pessoas encontrarem o caminho". 

PROGRAMAÇÃO DO ESTANDE

A programação completa do evento e as ações empreendidas pela Bild e Vitta em seu estande virtual podem ser conferidas no site oficial: https://www.startse.com/svwc/svwc-bildvitta .  

A participação no Silicon Valley Web Conference é livre e gratuita para qualquer pessoa. Basta acessar o endereço eletrônico acima e preencher os dados solicitados no cadastramento. 

Em seguida, um link de compartilhamento é gerado e o inscrito tem ainda a oportunidade de convidar amigos (via compartilhamento), acumular pontos e concorrer a prêmios que incluem até uma viagem com tudo pago para o Vale do Silício, nos Estados Unidos. Participe!


Mais notícias


Publicidade