Aguarde...

ACidadeON Ribeirão Preto

Ribeirão Preto
mín. 20ºC máx. 36ºC

Cotidiano

Brasileiros não conhecem as causas e sintomas do diabetes

No Dia Mundial do Diabetes, pesquisa revela que os diagnósticos estão sendo feitos cada vez mais tarde; especialista comenta o resultado

| ACidadeON/Ribeirao

Diabetes (Foto: Divulgação/Pixabay)
 

Brasileiros não conhecem as causas e sintomas do diabetes. Essa foi a conclusão da pesquisa encomendada pelo Movimento Para Sobreviver ao Datafolha. Os números que impressionam foram divulgados em agosto deste ano e acendem o sinal de alerta também nesta quarta-feira (14), quando se comemora o Dia Mundial do Diabetes.  

O estudo mostra que apenas 2% dos entrevistados responderam espontaneamente que a doença tem relação com ocorrências cardiovasculares e 7% que não há cura; 15% citaram o aumento do nível de açúcar no sangue e 16% que o portador não pode comer doce.  

O índice, apesar da margem de erro máxima de 2 pontos para mais ou para menos, também revela: muitos procuram o tratamento tardiamente. Em entrevista ao ACidade ON no último mês de setembro, Ricardo Soares disse ter descoberto a "herança" do pai aos 40 anos.  

Foi em uma brincadeira de família, com um medidor glicêmico, que a primeira suspeita apareceu. "Meu pai tinha e minha mãe também tem. Eu não me preocupava até aquele momento, mas foi um susto. Tive que mudar totalmente meus hábitos", afirmou o empresário. 

Agora, ele se diz acostumado a ter uma bala sempre à mão. "Quando percebo alguma alteração, faço uso dela, o que dá tempo de procurar um médico ou tomar o medicamento". 

Diagnóstico 

De acordo com o médico e coordenador da campanha Novembro Diabetes Azul, Márcio Krakaur, a importância de discutir sobre o assunto em uma data mundial é fundamental para a prevenção. "Infelizmente, fazemos muitos diagnósticos do diabetes já com complicações no olho, rim e coração, porque as pessoas descobrem, em média, com 5 a 10 anos de atraso".

O tratamento prévio pode evitar lesões e dar mais qualidade de vida aos pacientes. Para isso, pessoas com fatores de risco, como obesos, aqueles que têm casos na família, mulheres na pós-menopausa e fumantes devem procurar um especialista para monitoramento anual da saúde.   

"Quem começa a sentir muita sede, fazer xixi, sentir a visão turva, infecções genitais, coceiras e perda de peso também precisa correr para investigar. Esses são os principais sintomas. Mas não pode ter medo: alguns deixam de ir ao médico com medo de serem proibidos de comer doce, mas isso é mito. O acompanhamento não é limitador, é orientador de uma alimentação saudável", finaliza Krakaur.

O diabetes  

Apesar de existir vários tipos de diabetes, os mais comuns são o Tipo 1 e 2. O primeiro atinge crianças e jovens e tem a ver com doença autoimune, com anticorpos que afetam o pâncreas e para de produzir insulinas.  

O Tipo 2 representa 90% dos portadores de diabetes, principalmente de 40 a 45 anos. Ele tem relação com o estilo de vida das pessoas e história familiar. Obesidade, falta de exercício, cigarro e álcool influenciam muito no aparecimento da doença. Há, ainda, o diabetes gestacional, que é frequente. 

Confira o resultado completo da pesquisa: 

2% fizeram a doenças cardiovasculares
10% citaram que ela pode causar a morte
7% afirmaram que ela pode causar cegueira
7% disseram que a doença não tem cura
15% citaram que o diabetes causa aumento do nível de açúcar no sangue
16% que a pessoa com diabetes não pode comer açúcar
18% falaram sobre alimentação 
19% dos tratamentos para a doença 
24% dos sintomas do diabetes 

* Pesquisa foi realizada com pessoas de 16 anos ou mais, entre os dias 12 e 19 maio de 2018, em 153 cidades. A margem de erro máxima para o total é de 2 pontos percentuais para mais ou parta menos  

LEIA MAIS
Empresário Ricardo Soares virou o jogo contra a diabetes



Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Veja também