Aguarde...

ACidadeON Ribeirão Preto

Ribeirão Preto
mín. 20ºC máx. 36ºC

Cotidiano

Bassano Vaccarini será homenageado em sua cidade natal na Itália

Artista que viveu em Altinópolis terá cerca de 15 obras expostas em San Colombano no dia 24 de março; filha escolheu escultura em bronze para galeria

| ACidadeON/Ribeirao

Artista morava em Altinópolis e tem em torno de mais de seis mil obras produzidas (Foto: Redes Sociais)


O artista Bassano Vaccarini receberá uma homenagem em sua terra natal, San Colombano, na Itália, onde o Castello Medieval Belgioioso irá inaugurar uma galeria de artes com seu nome.  

Aproximadamente 15 obras de Vaccarini doadas por familiares dele estarão expostas no local, no dia 24 de março.  Além de telas e pinturas, a escultura em bronze de 1995 "Grupo Humanístico", com 25 cm de altura por 13 cm de largura e comprimento, fará parte da mostra. A obra foi escolhida pela filha de Bassano, Daniela Vaccarini.  

"A escultura eu escolhi pela durabilidade, porque é eterno e também pela praticidade de transportar, pois não quebra. E também pelo valor, uma obra de material nobre", explica.  

Daniela conta que soube da homenagem ai pai por intermédio do amigo italiano Guido Boletti, que leu uma matéria da jornalista Marina Arensi em um jornal da região. 

"Essa homenagem está sendo muito impactante para nós. Não esperávamos e foi tudo muito rápido. Está sendo muito especial pra nós não só pela parte técnica, mas também pela parte emotiva. A gente está muito feliz e espera uma viagem muito surpreendente", relata Daniela, que levará a mãe Maria Ignêz Vaccarini, 82, à exposição na Itália.  

Em outra sala, algumas obras de Fausto Locatelli e Gianni Vigorelli, companheiros de Bassano na Academia Brera, em Milão,  também  estarão expostas. A ideia é fazer com que pareça que seus amigos daquela época tivessem chegado para receber seu retorno.  

"O legado que meu pai deixou é de extrema importância por tudo que ele fez. Ele tem em torno de cinco a seis mil obras. Por tudo que ele pensou nas questões políticas e sociais que se engajou, por tudo que representa a obra, a valorização da família, da mulher. Eu acho que são obras de extrema importância", conclui Daniela.   

Entre as 15 obras que serão expostas na Itália, estará a escultura em bronze "Grupo Humanístico", de 1995 (Foto: Arquivo Pessoal / Daniela Vaccarini)


Instituto Vaccarini  

Criado em setembro de 2016 com o intuito de preservar a memória do artista e na difusão da arte do imigrante italiano, o instituto Bassano Vaccarini, com sede em Ribeirão Preto, também estará presente nesta viagem em busca de parceria internacional para requalificar o espaço onde o artista mantinha seu ateliê. A intenção é torna-lo sede do instituto e local de eventos culturais.  

Formado por Daniela, que integra como presidente, Elias Alfredo, Adriana Silva, Maria de Fátima Mattos, Lilian Rosa e Edgar Castro, o instituto, que também conta com escritório em Altinópolis, levará uma carta para o prefeito de San Colombano, e também para a faculdade de Brera, em Milão.  

O instituto também busca conseguir patrocínio para o livro de vida e obra de Vaccarini, escrito pela Dra. Daici Ceribelli.  

O artista  

Bassano Vaccarini nasceu em 1914 na cidade de San Colombano al Lambro, na Itália. Em 1932 ingressou na Accademia di Belle Arti di Brera e continuou os estudos na Escola de Artes Aplicadas em Monza, Itália, em 1934. Foi paraquedista na Segunda Guerra Mundial e, após seu fim, se mudou para o Brasil.  

Na cidade de São Paulo ajudou a fundar o Teatro Brasileiro de Comédia, além de dirigir peças de teatro, produzir filmes e lecionar na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP.  

Em 1958, foi convidado pelo prefeito de Ribeirão Preto, Costábile Romano, a restaurar prédios da cidade. Entre 1960 e 1962, realizou com Rubens Francisco Lucchetti uma série de filmes experimentais.  

Sua aproximação com Altinópolis, cidade em que viveu até sua morte, em abril de 2002, se deu por volta de 1980 a convite do então prefeito Dr. Pio Antunes de Figueiredo. Enquanto trabalhou e morou em Altinópolis, Vaccarini se empenhou em transformar a cidade em uma "galeria a céu aberto". Dentre inúmeras obras de arte, destaca-se a Praça das Esculturas, onde retrata e exalta, por meio de esculturas, o papel da mulher na sociedade. (Bruna Zanatto)

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook