Aguarde...

Cotidiano

Coronavírus: Veja os países considerados de risco pelo Brasil

Em São Paulo, um homem de 61 anos que viajou para a Itália atestou positivo para a doença; Contraprova deve ser divulgada nesta quarta

| ACidadeON/Ribeirao

 

Foto: PublicDomainPictures / Pixabay

O Ministério da Saúde ampliou os critérios para definição de caso suspeito para o novo coronavírus (Covid-19), no Brasil.

Agora, também estão enquadradas dentro desta definição as pessoas que apresentarem febre e mais um sintoma gripal, como tosse ou falta de ar, e vierem da Alemanha, Austrália, Emirados Árabes, Filipinas, França, Irã, Itália, Malásia, Japão, Singapura, Coreia do Sul, Coreia do Norte, Tailândia, Vietnã e Camboja, além da China.

A decisão da pasta de aumentar o nível de segurança e sensibilidade da vigilância surgiu da preocupação que esses países têm gerado em decorrência da grande quantidade de casos do nos últimos dias. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), esses países têm pelo menos cinco casos com transmissão interna da doença.


Primeiro caso

O Hospital Israelita Albert Einstein, na capital paulista, registrou nesta terça-feira (25) no Ministério da Saúde o que pode ser o primeiro caso confirmado de coronavírus no Brasil. Trata-se de um paciente de 61 anos que esteve recentemente na Itália.

O primeiro exame apontou a contaminação e o resultado de uma contraprova será divulgado ainda nesta quarta-feira (26). Porém, de acordo com informações levantadas pela Folha de SP, já é possível afirmar que trata-se do primeiro caso da doença no Brasil.

Segundo o Ministério da Saúde, no atendimento ao caso, o hospital adotou todas as medidas preventivas para transmissão por gotículas, coletou amostras e realizou testes para vírus respiratórios comuns e o exame específico, conforme preconizado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Em nota, o Ministério "recomenda cautela sobre quaisquer informações que não sejam as oficiais, uma vez que a investigação não está concluída".

Mais do ACidade ON