Aguarde...

Cotidiano

Transerp estuda suspender ônibus aos domingos e feriados

Proposta foi sugerida por grupo que estuda medidas de enfrentamento da covid-19 no transporte público de Ribeirão Preto

| ACidadeON/Ribeirao

Transerp discute com representantes da sociedade medidas para conter avanço da covid-19 (Foto: Weber Sian/ACidade ON)
 
A Transerp estuda suspender a operação do transporte coletivo de Ribeirão Preto aos domingos e feriados como uma das ações para a contenção do avanço do novo coronavírus (covid-19). O estudo apresenta ações que deverão ser discutidas e finalizadas até o início da próxima semana.  

CLIQUE AQUI E LEIA MAIS NOTÍCIAS SOBRE RIBEIRÃO PRETO
 
A proposta consta em minuta encaminhada pela empresa que gerencia o trânsito na cidade para um grupo de estudos que tem o objetivo de definir um plano de adequação da rede de transporte coletivo no combate da covid-19.  

Entre as sugestões, está o aumento de ônibus em circulação nos horários de pico pela manhã e a tarde, suspensão da operação aos domingos e feriados, e a suspensão da circulação de ônibus após às 22h entre segunda-feira e sábado.  

Uma das alternativas que também foram sugeridas, conforme documento obtido pelo ACidade ON, está a suspensão da operação no período entre 10h e 15h, de segunda-feira a sexta-feira.  

Contudo, no próprio documento a Transerp afirma que é preciso verificar os reflexos das suspensões do serviço para os trabalhadores da saúde e segurança. Além disso, a empresa não descarta que novas sugestões sejam acrescentadas ao estudo.  
 

Covid-19 em Ribeirão Preto
 
A situação do transporte coletivo de Ribeirão Preto está na mira do centro de contingência da covid-19, do grupo de retomada das atividades pós-covid-19, representantes do comércio, da Polícia Militar, da Câmara Municipal e da Prefeitura.  

Ribeirão Preto já registrou mais de 7 mil casos de pessoas infectadas pelo novo coronavírus, sendo que 214 pessoas perderam a vida em decorrência da doença.  

Na última quinta-feira (9), a cidade viu o sistema de saúde ficar sobrecarregado, já que apenas uma vaga em UTI (Unidade de Terapia Intensiva), dos 175 leitos reservados para o combate da doença, estava disponível.  

Na última segunda-feira (6), entrou em um vigor um novo decreto que aumentou as restrições impostas pela quarentena em Ribeirão Preto. Entre as determinações previstas está justamente o aumento da fiscalização no transporte coletivo.  

Leia mais:
Covid-19: Estado avança e Ribeirão Preto fica para trás  

Plano SP: Ribeirão Preto segue na fase vermelha da quarentena


Mais do ACidade ON