Aguarde...

ACidadeON Ribeirão Preto

Ribeirão Preto
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Mulher é presa acusada de matar a filha recém-nascida

Justiça determinou que Ana Carolina Moraes da Silva, que morou em Ribeirão Preto, passe por um exame de sanidade mental após crime em Santos

| ACidadeON/Ribeirao

Ana Carolina foi presa por homicídio qualificado e ocultação de cadáver (Foto: Reprodução / EPTV)

A Justiça de Santos determinou nesta segunda-feira (2) a realização de um exame de sanidade mental em Ana Carolina Moraes da Silva, que teria matado a própria filha recém-nascida e jogado o corpo em uma lixeira. O crime, envolvendo a mulher que passou a infância e juventude em Ribeirão Preto, aconteceu na quinta-feira (28) em Santos.  

A recém-nascida foi jogada na lixeira do 6º andar no prédio em que Ana Carolina morava com Guilherme Garcia e caiu pelo fosso até chegar em um container na rua. O corpo foi encontrado por um catador de latinhas. Ana Carolina foi presa por homicídio qualificado e ocultação de cadáver.  

Infância em Ribeirão Preto  

A mulher de 29 anos se mudou para Ribeirão Preto vinda do Acre com 2 anos, após a mãe ter problemas financeiros. À EPTV, uma tia de Ana Carolina, que não quis ser identificada, contou que a menina, que morou no bairro Iguatemi, não teve uma infância fácil. "Com 11 anos ela perdeu o pai, que faleceu por problemas psiquiátricos. Foi uma perda muito grande e ela também foi acompanhada por psicólogos durante a infância e a adolescência", afirma.  

A tia da acusada também relatou ter conversado com Ana Carolina na última semana, mas a mulher não falou nada sobre a gravidez. "Falei para ela que tinha sonhado que ela estava grávida, que a tinha visto com um bebê no colo e a gente conversou, rimos muito e ela não me falou nada que estava grávida", diz.  

Já Pedro Henrique Vieira, que comprou a academia da qual casal era dono, disse à EPTV ter ficado assustado com a notícia. "Sempre cuidaram muito bem, nunca deixaram faltar nada para a criança [o casal já tinha uma filha de 3 anos], sempre trataram ela muito bem e se trataram muito bem. Nunca teve nenhum problema, pelo que eu saiba".  

Outro lado  

A advogada de Ana Carolina Moraes da Silva disse que exame vai ser feito por um perito criminal e que ela pode ter sido vitima de depressão pós-parto. (Com EPTV)

QUER CONTINUAR LENDO ESTE CONTEÚDO E MUITOS OUTROS? FAÇA SEU LOGIN OU CADASTRE-SE

Informe seu e-mail e senha cadastrados para ter acesso a todo conteúdo do site:

ainda não tem cadastro?
QUER LER ESSE CONTEÚDO? CADASTRE-SE

Informe seu Nome, E-mail e senha para se cadastrar no Acidade ON

Quero ser informado sobre promoções e ofertas do Acidade ON e seus parceiros
Aceito os Termos de Uso do Acidade ON

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Cadastrados

Nome (obrigatório)
Email (obrigatório)
Comentário (obrigatório)
0 comentários

Veja também