Aguarde...

cotidiano

Mulher é baleada durante invasão ao Congresso dos EUA

Apoiadores de Donald Trump invadiram o Congresso dos Estados Unidos, na tarde desta quarta-feira (6)

| FOLHAPRESS

Invasão aconteceu durante sessão de contagem dos votos do Colégio Eleitoral da eleição para presidente dos EUA (Foto: reprodução/GloboNews)
 Notícia atualizada às 20h40 de 6 de janeiro de 2021.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Uma mulher, cuja identidade não foi revelada, morreu após ser baleada dentro do Congresso dos Estados Unidos, segundo as emissoras CNN e MSNBC.  

Uma multidão de defensores de Donald Trump invadiu o Congresso dos EUA na tarde desta quarta (6), enquanto os parlamentares realizavam a sessão de ratificação da vitória de Joe Biden nas eleições presidenciais de novembro. 

Não há detalhes sobre as circunstâncias em que ela foi atingida. Segundo a CNN, ela foi atingida no peito. Imagens em redes sociais mostram uma mulher sendo socorrida no chão de um dos ambientes internos do Congresso. 

A MSNBC exibiu imagens de uma mulher sendo retirada do Capitólio, com um forte sangramento na região do pescoço.O deputado Kevin McCarthy disse ter ouvido tiros dentro do Congresso, em entrevista à Fox News. 

Imagens de TV mostram manifestantes quebrando janelas para invadir o Congresso. Eles acessaram várias partes do prédio, inclusive o Plenário.  Os congressistas foram levados para áreas protegidas, e a sessão de certificação foi interrompida.  

Uma hora antes da sessão, Trump fez um comício em Washington e disse à uma multidão que jamais assumirá a derrota para Biden, pois a eleição foi roubada.No entanto, ele não apresentou nenhuma prova disso, e mais de 60 processos na Justiça recusaram suas queixas de que teria havido fraudes. Biden teve 81 milhões de votos, contra 74 milhões de Trump.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON