Publicidade

cotidiano

Licitação para reforma da Nove de Julho em Ribeirão fica para 2022

Secretário de Obras falou dos prazos e explicou que serão colocadas novas galerias de água entre a Nove de Julho e a Francisco Junqueira

| ACidadeON/Ribeirao -

 

Avenida Nove de Julho, em Ribeirão Preto (Foto: Marcelo Fontes)
A esperada licitação para a restauração da avenida Nove de Julho, na região Central de Ribeirão Preto, ficou para 2022. Em agosto de 2021, a Prefeitura anunciou que estava incluindo a avenida, que é tombada como patrimônio histórico, nas obras de mobilidade que estão sendo realizadas na cidade.  

Nesta terça-feira (30), em oitiva na Câmara de Vereadores, o secretário municipal de Obras Públicas, Pedro Luiz Pegoraro, informou que a licitação está prevista para o primeiro semestre de 2022. A intervenção, estimada em R$ 21 milhões, deve demorar um ano - ou seja, se tudo correr como o previsto, a conclusão será apenas em 2023. 
 
Pegoraro revelou que a intervenção prevê a colocação de duas galerias de água pluvial de grande porte entre a Nove de Julho e a avenida Francisco Junqueira. As ruas São José e Marcondes Salgado vão receber as galerias - a meta é acabar com as enchentes que ocorrem naquele trecho da cidade. 
 
Quanto aos paralelepípedos, um problema histórico da avenida, o secretário informou que será feita uma escavação no solo de aproximadamente 50 cm para a colocação de uma base de concreto. Os paralelepípedos serão recolocados sobre essa base para que eles não afundem mais. 
 
A avenida Nove de Julho, entre a avenida Independência e a rua Amador Bueno, é tombada como patrimônio histórico de Ribeirão Preto. Assim, o canteiro central e até os paralelepípedos não podem sofrer alterações. É exatamente esse trecho que tem a promessa de restauração.

As declarações de Pegoraro foram dadas à Comissão Especial de Estudos (CEE) da Câmara que acompanha a situação da Nove de Julho. A CEE teve a participação do presidente Elizeu Rocha (PP) e dos membros Brando Veiga (Podemos) e Gláucia Berenice (DEM). Confira no vídeo abaixo a oitiva de Pegoraro na CEE.
 


 
Obra parada

Segundo o secretário de Obras, a nova licitação para concluir o túnel que vai ligar as avenidas Independência e Presidente Vargas, por baixo da Nove de Julho, deve ser realizada ainda em dezembro - a obra está parada porque a empresa que venceu a primeira licitação desistiu da construção. A partir do momento da retomada dos trabalhos, o túnel deve ser concluído em 18 meses.
 
Avenida Nove de Julho, em Ribeirão Preto (Foto: Marcelo Fontes)
 
 

Mais notícias


Publicidade