Publicidade

cotidiano

Padre que atropelou suspeito de furto foi ordenado em Ribeirão Preto

Diocese de Ourinhos disse nesta terça-feira (10) por meio de nota que Frei Gustavo está profundamente consternado e arrependido pelo ocorrido

| ACidadeON/Ribeirao -


Frei Gustavo Trindade dos Santos atropelou suspeito de furto em Santa Cruz do Rio Pardo - Foto: Reprodução

 *Essa reportagem foi atualizada às 21h20 desta terça-feira, 10 de maio. 

O padre Gustavo Trindade dos Santos, de 37 anos, que atropelou um suspeito de furto no último sábado (7), em Santa Cruz do Rio Pardo (SP) foi ordenado em uma paróquia de Ribeirão Preto. A informação foi confirmada pela assessoria da Arquidiocese da cidade.  

O atropelamento foi flagrado por uma câmera de segurança [veja o vídeo abaixo]. Na imagem é possível ver o suspeito Ângelo Marcos dos Santos Nogueira, de 41 anos correndo na calçada, quando é atingido pelo carro do pároco. O homem atropelado está em estado grave no hospital Santa Casa Misericórdia de Ourinhos.       

Ordenamento 

De acordo com informações da Arquidiocese de Ribeirão, o sacerdote Gustavo Trindade dos Santos foi ordenado em fevereiro do ano passado na Paróquia Santo Antônio Maria Claret e São Frei Galvão, que fica na região do bairro Ipiranga, na zona Norte da cidade. 

Há menos de dois meses, ele assumiu o posto de pároco da Paroquia de São Sebastião (Matriz) de Santa Cruz do Rio Pardo, mas por conta do ocorrido, ele foi afastado de suas atividades. Em nota publicada nas redes sociais, a Diocese de Ourinhos,  afirma que o padre está "profundamente consternado e arrependido".  

 "Informamos que frei Gustavo se encontra profundamente consternado e arrependido pelo trágico desfecho e conclama a todos os fiéis por orações pela vida do sr. Ângelo Nogueira, que está em recuperação da UTI da Santa Casa da cidade", diz a nota assinada pelo frei André Luís Tavares, provincial dos Frades Dominicanos do Brasil, e pelo dom Eduardo Vieira dos Santos, Bispo de Ourinhos.     

Ainda segundo o comunicado, Freio Gustavo está cooperando com as investigações e se colocou à disposição da justiça para os esclarecimentos necessários e eventual responsabilização. 

Investigação 

O caso é investigado pela Polícia Civil de Ourinhos como tentativa de homicídio e omissão de socorro, uma vez que o padre fugiu do local sem prestar socorro.  

Nesta terça-feira (10), a Justiça negou o pedido de prisão preventiva feito pela Polícia Civil contra o frei Gustavo. O Ministério Público havia recomendado o indeferimento do pedido.    

A justificativa é de que o padre não oferece risco, e que os advogados dele estão colaborando com as investigações, aponta em sua decisão o juiz Pedro de Castro e Sousa.  

Furtos na paróquia 

Segundo o boletim de ocorrência, Ângelo furtou a casa paroquial da Igreja São Sebastião arrombando uma das janelas. Ele fugiu do local levando três moletons e uma camiseta.  

O homem também é o principal suspeito de um outro furto à paróquia, realizado na última quinta-feira (5), onde foram levados R$ 40 reais em moedas. 

No sábado (7), após ser socorrido do atropelamento e levado à Santa Casa Misericórdia de Ourinhos, ele teve a prisão decretada e deve passar por audiência de custódia quando receber alta do hospital..   



Mais notícias


Publicidade