Aguarde...

cotidiano

Governo de São Paulo estuda lockdown; Interior pode ser afetado

Governado Doria disse que já tem um protocolo pronto, mas que decisão de adotá-lo cabe ao comitê que está comandando as ações no estado

| ACidadeON/Ribeirao

Calçadão de Ribeirão Preto (Foto: Weber Sian / ACidade On)


O Governo de São Paulo tem deixado claro nos pronunciamentos sobre o novo coronavírus (covid-19) que o estado pode adotar o lockdown - medida mais dura de isolamento social para tentar conter o avanço da doença. Mas não há uma definição se o lockdown afetaria todo o estado - incluindo Ribeirão Preto - ou apenas a região metropolitana da capital.

"Esse protocolo [o lockdown] existe, está pronto faz tempo, mas ele não é iminente. Não há perspectivas de sua aplicação imediata. Esse protocolo só será colocado em prática se o comitê de saúde do estado assim determinar", disse o governador João Doria (PSDB), em entrevista à CBN na manhã desta segunda (18).

Todos os dias esse comitê se reúne virtualmente, às 11h30, para avaliar o lockdown. Novas informações sobre o assunto devem ser divulgadas em coletiva no Palácio dos Bandeirantes, às 12h30 desta segunda (18). No lockdown, só podem sair de casa as pessoas que trabalho em serviços essenciais. (CLIQUE AQUI E ASSISTA A COLETIVA)


Alerta

Neste domingo (17), a cidade de São Paulo chegou a 91% de ocupação dos leitos dos Centros de Terapia Intensiva (CTIs). Especialistas apontam para um possível colapso da saúde na capital.

Segundo informou a Secretaria da Saúde da capital, há 1.900 pacientes internados com covid-19, 491 em CTIs e 370 com ventilação mecânica.

No fim de semana, o número de mortos por coronavírus no estado chegou a 4.688, superando a China. Se fosse um país, São Paulo seria o 13º no mundo em número de mortes.


Ribeirão Preto

Se na capital o coronavírus avança, Ribeirão Preto, no momento, tem a situação sobre controle. São 507 casos confirmados e 13 mortes. No último levantamento divulgado pela prefeitura, em 16 de maio, a taxa de ocupação de leitos de CTIs e enfermarias estava abaixo de 40%.

Uma pesquisa realizada pelo Hospital das Clínicas também concluiu que a doença apresenta baixa letalidade em Ribeirão, com 1 morte para cada mil casos (CLIQUE AQUI E ENTENDA ESSE LEVANTAMENTO). 
 
No entanto, pesa contra Ribeirão Preto os péssimos índices de isolamento social mes estando sob quarentena. A cidade só atingiu 50% de isolamento no feriado de 1° de maio e no dia 3 de maio, um domingo (clique aqui e veja todos os números do estado).  
 



Mais do ACidade ON