Aguarde...

cotidiano

Vinholi: "Região de Ribeirão pode avançar à fase amarela"

Secretário de Desenvolvimento Regional esteve em Ribeirão Preto nesta terça; Atualização do Plano São Paulo ocorre na sexta

| ACidadeON/Ribeirao

Marco Vinholi se solidarizou com Duarte Nogueira (Foto: Reprodução)

O secretário estadual de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, afirmou que Ribeirão Preto pode avançar, já na próxima sexta-feira (7), para a fase amarela do Plano São Paulo.

A informação foi passada em coletiva, realizada nesta terça-feira (4), no auditório do Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto. Vinholi estava acompanhado do secretário estadual da Saúde, Jean Carlo Gorinchteyn.

Vinholi, no entanto, ressaltou que é preciso acompanhar os indicadores da covid-19 na região até o final da quinta-feira (6), para ter uma definição precisa. "A região pode sim passar direto para a amarela ou ir para a laranja", falou Vinholi, em entrevista à CBN Ribeirão.

"Os índices de ocupação de leitos têm caído de forma contundente nos últimos dias e essa evolução já vem de algum tempo", disse o Vinholi.

Mesmo reconhecendo que não há impedimentos para a região de Ribeirão Preto pular uma fase no Plano São Paulo, o secretário disse que é impossível cravar o que vai ocorrer na atualização do Plano São Paulo, marcada para sexta-feira (7), às 12h45, no Palácio dos Bandeirantes, na capital.


Recorde

A região de Ribeirão Preto (26 cidades) é a que está há mais tempo na fase 1 , a vermelha, a mais restritiva do Plano São Paulo - são oito semanas seguidas. Nesta fase, funcionam apenas serviços essenciais.

Na fase 2, a laranja, podem reabrir o comércio de rua, shoppings, imobiliárias, concessionárias e escritórios em geral. Na fase 3, a amarela, além do que foi citado nos dois parágrafos acima, podem reabrir bares e restaurantes, salões de beleza e academias.

O Plano São Paulo está em vigor desde 1º de junho e promove a quarentena regionalizada, para conter o novo coronavírus levando em consideração o cenário da região. 
 
Os cinco critérios analisados no Plano São Paulo são: ocupação de leitos, leitos a cada 100 mil habitantes, números casos, número de internações e número de mortes.
 

MAIS: O que Ribeirão precisa para sair da fase vermelha da quarentena 
 
Atual classificação das regiões no Plano São Paulo

Mais do ACidade ON