Aguarde...

cotidiano

Evento on-line traz show com o cantor Gustavo Infante

Apresentação faz parte da agenda da 40tena Cultural, projeto desenvolvido pela Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto

| ACidadeON/Ribeirao

Gustavo Infante (Foto: Letícia Rodrigues)
 
A agenda da 40tena Cultural, projeto desenvolvido pela Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto, traz nesta semana o show on-line com o compositor, violinista e cantor, Gustavo Infante. A apresentação faz parte do lançamento do álbum de estreia SER que tem produção de Sérgio Machado e participação especial do guitarrista Guilherme Held.  

O show acontece na sexta-feira (23), às 21h. Para assistir, o internauta pode usar o site da Fundação nova plataforma da entidade, o canal do Youtube ou o Facebook.

Gustavo Infante apresenta uma sonoridade incomum criada a partir de seu violão e de sua voz, com samplers de Sérgio Machado, e participação especial do guitarrista Guilherme Held.  

A temática das canções dialoga com mitos e arquétipos, como orixás e santos. O repertório é composto por canções como "Comedor de Caracóis", "Rio Mãe", "Canto", "Casa Branca", "Ser", "Navegantes", "Entre Mundos", "Caramujo", "Etéreo" e "Vórtex". 
 

Clube do Livro  

A programação do 40tena Cultural desta semana traz ainda mais uma edição do Clube do Livro, no sábado (24), às 16 horas, mediado pela bibliotecária e curadora do grupo, Gabriela Pedrão. O encontro irá debater a obra "A Redoma de Vidro", da poetisa norte-americana Sylvia Plath.  

Este é único romance da escritora, publicado em 1963, que conta a história da jovem Esther Greenwood, que aos 18 anos sai dos subúrbios de Boston para uma prestigiosa universidade em Nova Iorque. A partir disso, a rotina da garota passa a se dividir entre o trabalho e a intensa vida social. 

Segundo a curadora do projeto, Gabriela Pedrão, a obra de Sylvia Plath foi escolhida pelo grupo pela escrita moderna que o livro traz. "Mas, o que chama a atenção é o fato de A Redoma de Vidro não ser exatamente uma obra bibliográfica, mas ter a vida da autora lá. Então, se torna um romance delicado por abordar a depressão, principalmente na realidade que estamos vivendo agora, de pandemia e isolamento social. São questões importantes para serem discutidas", explica Gabriela. O encontro acontece pela plataforma Zoom e pelo novo site da Fundação.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON