Aguarde...

cotidiano

Disseminação de nova variante no estado de São Paulo preocupa cientistas

De acordo com o pesquisador da Unesp de Marília, Vitor Engracia Valenti, a linhagem P1.2, mutação da cepa amazônica já está se espalhando pelo estado de São Paulo

| ACidadeON/Ribeirao

 

Imagem: Pixabay

Uma pesquisa da Unesp (Universidade Estadual Paulista de Marília) aponta que a variante P1.2, a mutação da linhagem P.1 que surgiu originalmente em Manaus, já está se espalhando pelo estado de São Paulo. 

Segundo o professor pesquisador da instituição, Vitor Engracia Valenti, isso preocupa já que ela pode ser ainda mais contagiosa. 

"Ela é originada de uma variante que é mais agressiva e  pode crescer de modo a ganhar concorrência com outras linhagens como aconteceu com a P.1 e reinfectar as pessoas pela terceira vez", explica Engracia. 

Descoberta pela primeira vez no estado do Rio de Janeiro, a linhagem P1.2 também já foi identificada em território paulista nas cidades de Araçatuba e Presidente Prudente, região noroeste do estado. 

Cientistas acreditam que a chance dessa cepa ter chegado a Ribeirão Preto é de 20%, o que reforça a importância da vacinação para controle da transmissão.

Além das medidas preventivas habituais, como uso de máscara e distanciamento social, Engracia reitera a importância das vacinas.   

Estudos com os imunizantes da Pfizer e AstraZeneca, por exemplo demonstram que eles têm ação contra a maioria das 33 variantes do novo coronavírus identificadas no mundo. (Com EPTV)



Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON