Aguarde...
JÁ É CADASTRADO?

Informe seu e-mail e senha para ter acesso a todo conteúdo do site:

ou
ainda não tem cadastro?

ACidadeON Ribeirão Preto

Ribeirão Preto
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Secretária da Educação não comparece a CPI que apura morte em escola

Luciana Rodrigues alegou que advogados não poderiam acompanhar depoimento nesta terça (12) e deverá ser novamente convocada; estudante de 13 anos morreu no ano passado

| ACidadeON/Ribeirao

 

Luciana Rodrigues, secretária da Educação, deve ser convocada para outro depoimento esta semana (Foto: Weber Sian/A Cidade).

 

A secretária da Educação de Ribeirão Preto, Luciana Rodrigues, não compareceu ao depoimento que estava previsto para esta terça-feira (12), na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Câmara Municipal, que apura as causas da morte do estudante Lucas Costa de Souza dentro de uma escola municipal, em novembro de 2018. O laudo do IML (Instituto Médico Legal) sobre as causas da morte do aluno foi inconclusivo.

Em ofício enviado para a presidência da CPI, Luciana informou que não poderia comparecer ao depoimento, pois não estaria acompanhada de seus advogados, que estariam em audiência no Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), na Capital.  

O presidente da CPI, o vereador Isaac Antunes (PR), lamentou o não comparecimento da secretária e informou que ela foi convocada no dia 18 de fevereiro para comparecer.  

"Os advogados da secretária já sabiam que teriam esse compromisso, e a CPI foi notificada apenas hoje [terça, dia 12]. Isso traz uma preocupação, porque desde 18 de fevereiro ela sabia que teria que estar aqui para prestar esclarecimento do óbito do aluno da Romualdo de Souza", declarou Antunes.  

"Me sinto um verdadeiro palhaço", afirmou o vereador Orlando Pesoti (PDT), ao ressaltar que o trabalho da CPI é sério e, por isso, a secretária deveria ter mais consideração com a comissão.  

Isaac Antunes ainda informou que irá oficiar, mais uma vez, a secretária para que ela possa comparecer ao depoimento na próxima quinta-feira (14), às 14h30.  

Mais documentos 

A diretora do Cemei (Centro Municipal de Educação Infantil) Eduardo Romualdo de Souza, Telma SantAnna, que prestou depoimento aos parlamentares na última semana, entregou novos documentos para a CPI.  

Um dos ofícios apresentados pela diretora informa que no dia 27 de dezembro de 2017 foi solicitado para a Secretaria de Infraestrutura que fosse enviado um engenheiro para avaliação das condições elétricas da escola.  

"No ano passado, tivemos alguns curtos-circuitos que deixaram as salas de aula sem energia por algumas horas. Chamamos, na época, um eletricista que nos disse que a instalação elétrica está obsoleta e sobrecarregada por conta de equipamentos que se somaram nos últimos anos", afirma o ofício enviado pela diretora.  

LEIA MAIS  

Falta de inspetor pode ter contribuído para a morte de aluno, aponta diretora

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook