Homem é preso acusado de furto no Centro de Ribeirão Preto

Na semana passada ele foi detido pelo mesmo crime, mas se passou por um irmão e acabou liberado

    • ACidadeON/Ribeirao
    • Da reportagem



Um homem foi preso em flagrante por furto na madrugada desta quarta-feira (16), em Ribeirão Preto. José Ricardo Alves dos Santos, de 30 anos, invadiu e pegou diversos objetos de uma loja de aparelhos eletrônicos, na rua Duque de Caxias, Centro da cidade.  

Durante patrulhamento de rotina na região Central, policiais militares avistaram o homem carregando uma sacola com objetos suspeitos e fizeram a abordagem, às 5h45, na avenida Jerônimo Gonçalves. 

Questionado, ele confessou aos policiais a autoria do furto na loja de eletrônicos. Com ele foi encontrado um notebook, um amplificador grande, caixas de som para computador e veículos, além de um módulo de potência. Uma tesoura grande e uma chave de fenda também foram apreendidas.  

Segundo o cabo PM Henrique Jr, que realizou o flagrante, na semana passada ele havia sido detido por suspeita de furtar uma escola de balé na rua Barão do Amazonas. "Mas deu o nome do irmão, passou por audiência de custódia e foi liberado".  

Na delegacia, Santos conversou com a reportagem e disse que começou a praticar crimes depois que se tornou viciado em crack. "Se eu não usar o crack, não consigo subir em nada, não tenho força", comenta o acusado.  

Sobre ter utilizado o nome do irmão para se livrar da prisão, Santos apenas confirmou o fato e lamentou a prisão em flagrante. "Eu usei o nome dele, mas uma hora a casa cai, né? Hoje a casa caiu", disse o preso, que revende os objetos furtados para comprar droga.  

Segundo próprio acusado, para furtar a escola de balé ele teria recebido ajuda da namorada, mas disse que não a entregaria à polícia, que não iria fornecer informações sobre a identidade desta mulher.  

A ocorrência foi apresentada nesta manhã na CPJ (Central de Polícia Judiciária), onde Santos seria ouvido pelo delegado de plantão.


1 Comentário(s)

Comentário

Daniel Souza

Publicado:

Percebe pelas fotos, que os produtos ficaram sujos e danificados. Além disso seriam vendidos a troco de banana, para consumo dessa droga maldita. E mais uma vez quem sai prejudicado é o trabalhador cidadão de bem. Amanhã esse verme está solto para continuar roubando.