Aguarde...

ACidadeON Ribeirão Preto

Ribeirão Preto
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Penitenciária registra BO após presos não voltarem da 'saidinha de Natal'

Dois homens beneficiados no feriado teriam de voltar na quinta-feira (3), às 14h, mas não o fizeram

| ACidadeON/Ribeirao

Penitenciária de Ribeirão Preto (Foto: Weber Sian/A Cidade)
 

NOTÍCIA ATUALIZADA ÀS 9H56 DE SÁBADO (5) 

A Penitenciária de Ribeirão Preto registrou um BO (Boletim de Ocorrência), nesta quinta-feira (3), comunicando a Polícia Civil sobre a fuga de dois detentos, de 36 e 40 anos, que não voltaram para a unidade após serem beneficiados pela 'saidinha de Natal'.  

Os acusados, que são naturais de Areiopolis (SP) e Ouricuri (PE), saíram temporariamente do complexo, na rodovia Abrão Assed, e deveriam ter voltado na quarta-feira (3), às 14h. O mesmo, no entanto, não foi feito por eles.  

Não foi divulgado no documento, registrado pelo delegado plantonista Haroldo Chaud, por quais crimes ambos cumprem pena.  

Agora, os homens já são considerados procurados no sistema policial e as informações relatadas pelo agente penitenciário responsável foram encaminhadas ao Cepol (Centro de Comunicação da Polícia Civil).  

SAP  

Ao ACidade ON, a SAP (Secretaria de Administração Penitenciária) informou às 18h19 de sexta-feira (4) que os detentos foram recapturados. Leia a matéria aqui.  

A unidade tem capacidade para 865 detentos e, atualmente, tem população de 1.894. A superlotação foi relatada pela reportagem em setembro de 2018, quando as penitenciárias de Ribeirão Preto e Serra Azul (1 e 2) somavam 2.574 vagas, mas eram ocupadas por 5.691 presos.  

LEIA MAIS
Superlotados, presídios da região têm 4,3 mil presos acima da capacidade


Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook