Aguarde...

ACidadeON Ribeirão Preto

Ribeirão Preto
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Quadrilha adaptou veículos para explodir carro-forte

Dois automóveis usados no ataque em São Carlos foram encontrados em Descalvado; segundo a PM, criminosos roubaram cerca de R$ 2 milhões na noite de sábado (9)

| ACidadeON/São Carlos

Quadrilha adaptou veículos para explodir carro-forte
A quadrilha que explodiu um carro-forte em São Carlos adaptou os veículos usados na ação para conseguir roubar cerca de R$ 2 milhões, segundo a Polícia Miliar. Dois carros foram encontrados em Descalvado na madrugada desta segunda-feira (11). Por enquanto, ninguém foi preso. As informações são do portal G1 São Carlos e da EPTV Central.


Os assaltantes furaram o vidro do porta-malas dos veículos para colocarem os canos dos fuzis e atirarem no carro-forte durante o ataque no início da noite de sábado (9). 

Os veículos foram encontrados abandonados na Estrada do Pântano, na região da Fazenda Pedra Branca.

De acordo com a PM, as duas caminhonetes, L200 com placas FIA-3281 e Hilux de placas EUU-7337, foram furtadas em São Paulo. Dentro dos carros foram encontradas cédulas queimadas e munição de fuzil.  



Investigação  

O delegado Gilberto de Aquino, da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de São Carlos, disse que a quadrilha especializada sabia o horário exato que o carro-forte passaria pela rodovia Engenheiro Thales de Lorena Peixoto Júnior (SP-318), que liga São Carlos a Ribeirão Preto.

"É um horário com menos movimento na rodovia. Isso demonstra que eles estudaram o modo de agir. Nós verificamos os fuzis que eles usaram, o modus operandi, por isso teremos que pedir apoio ao Deic [Departamento de Investigações Criminais] para nos auxiliar e chegar a autoria do crime", disse.

A Protege não falou sobre o valor levado pelos assaltantes. Em nota, informou que está colaborando com as autoridades na investigação em curso e que seus colaboradores se encontram em segurança.  



O ataque  

O roubo aconteceu por volta das 18h30 no km 252+900 da rodovia. Ninguém ficou ferido na ação que durou aproximadamente 20 minutos.

Segundo a PM, o grupo fortemente armado com fuzis e explosivos fugiu com aproximadamente R$ 2 milhões do cofre do veículo. "O que não foi levado foi incinerado pelo fogo ", disse o tenente da PM Walter de Lucas Filho.

De acordo com a PMR (Polícia Militar Rodoviária), ao menos dez homens encapuzados usaram um caminhão para bloquear a estrada e atearam fogo no veículo. O motorista do caminhão foi feito refém durante a ação. Ele contou ao G1 que foi obrigado a rodar por 30 minutos com os assaltantes após o ataque e que achou que iria morrer. A vítima foi solta em um canavial e andou por quase 4 horas para pedir ajuda. 

Segundo informações do boletim de ocorrência (BO), uma caminhonete Toyota Hilux ultrapassou o carro-forte e efetuou disparos. Outro veículo se aproximou pela traseira do carro-forte e também começou a atirar.

O carro-forte mudou de direção e, após voltar cerca de um km para São Carlos, foi bloqueado pelo caminhão em chamas. O carro-forte parou, enquanto a Hilux se aproximou e continuou atirando.

Os quatro vigias que estavam dentro do blindado foram obrigados a sair. Os assaltantes mandaram todos deitarem no chão.

Os criminosos usaram explosivos para arrombar o cofre e pegar o dinheiro. Com a explosão, a porta do veículo foi parar do outro lado da pista. Munição e várias cédulas de dinheiro queimadas ficaram pela estrada.

Segundo a polícia, os assaltantes fugiram em quatro veículos sentido a Ribeirão Preto e levaram a maior parte do dinheiro, além dos coletes e armas dos vigias. 

Você pode ajudar o jornalismo sério

A missão do ACidade ON é fazer um jornalismo de qualidade e credibilidade. Levar informação confiável e relevante, ajudar a esclarecer e entender os fatos, sempre na busca de transformação. E o seu apoio é fundamental. Ajude-nos nessa missão para construir uma sociedade mais crítica e bem informada.

Apoie o bom jornalismo.

Já é assinante? Faça seu login.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON