Aguarde...

cotidiano

Após oito dias, homem suspeito de matar Kelly continua foragido

Carlos Henrique Schiavoni tem um mandado de prisão preventiva expedido contra ele, mas ainda não foi encontrado pela Polícia; relembre o caso

| ACidadeON/Ribeirao

Carlos Henrique Schiavoni é investigado no feminicídio contra Kelly
 

Oito dias após a morta de Kelly Cristina da Silva Flauzino ser registrada como feminicídio em Ribeirão Preto, o suspeito de mata-la, identificado pela Polícia Civil como Carlos Henrique Schiavoni, continua solto e já é considerado foragido da Justiça.

Ele era ex-marido da vítima e foi reconhecido por um policial militar como o autor dos disparos realizados no último dia 8 em frente a uma churrascaria - o crime que chocou a região ocorreu em plena luz do dia, entre a avenida Francisco Junqueira e a rua Floriano Peixoto, na região Central.  

Nas imagens é possível ver que o rapaz abordou a vendedora de 41 anos e uma amiga dela sem dar explicações, exatamente no momento em que ambas entrariam em um carro de transporte por aplicativo, e, em questão de segundos, atirou três vezes. Veja o vídeo abaixo.  

Kelly morreu na hora e a acompanhou foi atingida de raspão na perna. Ela passa bem.  

Em nota, a SSP (Secretaria de Segurança Pública) informou apenas que o "caso é investigado pela DDM [Delegacia de Defesa da Mulher] de Ribeirão Preto e mais detalhes não podem ser passados". O motivo da restrição de informações é que a apuração policial corre em segredo de Justiça.  

LEIA MAIS
Suspeito de matar Kelly é considerado foragido em Ribeirão
Caso Kelly: Policial anotou placa de carro de suspeito em fuga
Família de Kelly pede justiça após assassinato em Ribeirão
Vídeo mostra momento em que mulher é assassinada em Ribeirão
Mulher morta a tiros é identificada em Ribeirão Preto
Mulher é morta a tiros pelo ex-marido no Centro de Ribeirão  




Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON