Aguarde...

ACidadeON Ribeirão Preto

Ribeirão Preto
mín. 20ºC máx. 36ºC

Economia

Agenda liberal motiva investimento privado no Leite Lopes, diz secretário

Secretário de Aviação Civil, Ronei Glanzmann, afirmou que governo federal não quer diminuir investimentos no aeroporto de Ribeirão Preto

| ACidadeON/Ribeirao

Governo Federal espera que investimentos da iniciativa privada possam ser mais rápidos (Foto: Matheus Urenha/Arquivo A Cidade)
 
O secretário nacional de Aviação Civil, Ronei Saggioro Glanzmann, afirmou que as adequações nos investimentos do Aeroporto Leite Lopes, em Ribeirão Preto, representam um alinhamento "em prol de uma agenda liberal" dos governos federal e estadual.  

Na semana passada, o prefeito Duarte Nogueira (PSDB) informou que, dos R$ 80 milhões prometidos pelo governo do ex-presidente Michel Temer (MDB), apenas R$ 10 milhões chegariam ao Leite Lopes. Outros R$ 70 milhões, porém, seriam investidos pela iniciativa privada.

Em entrevista para a EPTV em Brasília, Glanzmann destacou a importância do aeroporto ribeirão-pretano para a aviação regional. No entanto, a opção por parcerias com a iniciativa privada, segundo o secretário, foi para que as obras saiam do papel com mais rapidez.  

Estão previstas a construção de um novo terminal de passageiros, estacionamentos e remodelação das vias de acesso ao Leite Lopes. "Essa parte tem mais cara de iniciativa privada e o governo federal vai apoiar o Governo do Estado de São Paulo para que faça uma modelagem bastante robusta neste processo de concessão", declarou Glanzmann.  

"Em hipótese alguma [o Governo Federal] pretende reduzir investimentos em Ribeirão Preto. Pelo contrário, pretende ampliar investimentos e fazer isso em parceria com a inciativa privada", completou o secretário, que apontou que o modelo de concessão do aeroporto está sendo discutido com o governo estadual, junto com o Daesp (Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo) e a Artesp (Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado).  

A expectativa é que até R$ 15 milhões sejam liberados para conclusão das obras de segurança da pista. Porém, ainda é aguardada a conclusão da documentação necessária para que o dinheiro seja liberado. De acordo com Glanzmann, o modelo de concessão do aeroporto de Ribeirão Preto deve estar adaptado as necessidades do município, ou seja, focando para a demanda de transporte de cargas.  

Investimentos da iniciativa priva
 
Na última sexta-feira (8), o prefeito de Ribeirão Preto, Duarte Nogueira (PSDB), disse que a decisão do Governo Federal transferir a necessidade de investimentos que podem chegar a R$ 70 milhões para a iniciativa privada, se deu em razão crise fiscal que a gestão Jair Bolsonaro (PSL) enfrenta no início de mandato.

Nogueira afirmou que tomou conhecimento do programa de desestatização do Governador João Doria (PSDB), e que a pretensão é de que a licitação do Leite Lopes seja concluída até o final de 2019, para que a iniciativa privada deve passar a administrar o aeródromo.  

"O setor público se desobriga a fazer o investimento no terminal de passageiros, o Governo Federal e Estadual faz [investimentos] em outros itens, como pista, alargamento, pátio de aeronaves, oficina, etc. E o privado vai ficar por conta de fazer o terminal de passageiros", explicou o prefeito de Ribeirão Preto.  (com EPTV)

Leia mais:
Dos R$ 80 mi prometidos para o Leite Lopes, governo libera apenas R$ 10 mi


Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook