Aguarde...

Economia

Preferência por bares durante a semana cresce em Ribeirão Preto

Levantamento mostra novas tendências de consumo na cidade provocadas pela pandemia do novo coronavírus; entenda quais são na matéria

| ACidadeON/Ribeirao

 

Comportamento foi revelado em pesquisa interna de um bar de Ribeirão Preto (Foto: divulgação/Pixabay)
 

Dentre as mudanças comportamentais causadas pela pandemia do novo coronavírus, o uso de máscaras e álcool em gel são duas das mais lembradas e executadas no mundo todo. Em Ribeirão Preto, no entanto, novos hábitos têm sido notados pelo setor de bares e restaurantes.  

Um levantamento divulgado nesta quinta-feira (15) e feito internamente pelo Bar do Urso, localizado na zona Sul da cidade, mostra que o movimento cresceu quase 40% durante a semana, principalmente às segundas e terças, e normalizado aos sábados e domingos.  

A explicação mais provável para essa reversão nunca antes vista é que muitos clientes passaram a preferir ambientes mais seguros, com regras de combate a covid-19, e menos badalados em seus momentos de lazer.  

"Após as três primeiras semanas de retomada das atividades, muitos clientes questionaram por telefone sobre o nosso horário de funcionamento e quais os dias de maior movimento. Ao serem informados que seria nos finais de semana, a maioria começou a reservar mesas para as segundas", comentou Jeferson Silva, gerente da cervejaria. 
 
Sobre essa alteração de costume notada pelo estabelecimento comercial, Sacha Rech, conselheiro da Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes), acredita que o movimento vem ao encontro com iniciativas de proteção e resguardo da saúde pública instigadas, inclusive, pela própria associação.  

"É muito importante que o consumidor consiga se organizar para pulverizarmos o público em vários dias da semana, para evitar aglomerações", ele explica.  

E completa: "A Abrasel orienta seus associados a incentivar a frequência pulverizada em todos os dias da semana e não somente nos finais de semana, quando os estabelecimentos precisam se preparar com atenção redobrada para que não haja aglomeração em torno dos bares, a espera de mesas".


Mais do ACidade ON