Publicidade

economia

Aberta a temporada de vagas temporárias em lojas de shoppings

Segundo a Associação Brasileira de Lojistas de Shoppings, o setor deve criar mais de 25 mil vagas em todo o estado de São Paulo até o fim de 2021

| ACidadeON/Ribeirao -

 

Lojas de shoppings de Ribeirão estão em busca de profissionais - Foto: Reprodução/EPTV

A temporada de empregos temporários para os shoppings está aberta. Segundo a Associação Brasileira de Lojistas de Shoppings, o setor deve criar mais de 25 mil vagas até o fim do ano em todo o Estado de São Paulo

O gerente de uma loja de calçados em Ribeirão Preto, Rodrigo Teixeira, afirma que o momento é positivo.  "A gente está na guerra agora para contratar.  É uma guerra porque está todo mundo contratando, então a gente quer pegar as melhores pessoas para atender essa demanda e voltar a completar os quadros", disse.  

VEJA TAMBÉM - Ribeirão tem vagas para o Bolsa Empreendedor; Veja como participar

Na loja são 16 funcionários fixos e o objetivo é contratar mais 10 para cargos temporários até novembro, contudo Rodrigo admite que o recrutamento não tem sido tarefa fácil. "No Shopping, você tem horário estendido, trabalha no fim de semana, acaba dificultando; tanto que temos vagas em aberto e estamos ansiosos para preenchê-las", conta. 

Em uma loja para skates, também em um shopping de Ribeirão, a demanda está aquecida e se manterá por causa da Black Friday e Natal. O gerente Orlando Amorim adianta que serão 20 vagas temporárias para serem preenchidas até o fim do ano nas quatro lojas do grupo. "Vão ter vagas para vendedor, caixa, estoquista, então é para todos os setores da loja", comenta. 

Como conseguir uma oportunidade? 

A maioria das vagas temporárias é para trabalhar como atendente ou vendedor em lojas de roupas, calçados e acessórios. O salário inicial é de cerca de R$ 1.600 e com benefícios. Além disso, existe a chance de efetivação, que aumenta à medida em que o candidato consiga mostrar o seu valor à empresa, explica o consultor de Recursos Humanos, Rodrigo Fonseca. 

"A gente costuma brincar que a primeira venda que você faz, é a sua própria venda. Tem que cuidar da aparência, cuidar da forma como se dirige à pessoa, estudar um pouquinho sobre a empresa, falar sobre a marca; procurar criar similaridade, uma aproximação que seja positiva para ser bem visto na entrevista", conclui Fonseca. (Com EPTV)

Loja de skate projeta contratar 20 temporários até o fim do ano - Foto: Reprodução/EPTV



Mais notícias


Publicidade