Aguarde...

esportes

Com desfalques, Botafogo visita o CSA nesta terça

Sem vencer há três jogos e no Z-4, equipe de Ribeirão Preto busca reação no Estádio Rei Pelé, em Maceió; Técnico admite abalo psicológico do elenco

| ACidadeON/Ribeirao

O técnico do Pantera, Claudinei Oliveira, disse que o elenco tem sofrido psicologicamente pela falta de gols (Foto: Divulgação / Agência Botafogo S.A.)
 
Além da pressão interna por resultados, o Botafogo terá de superar desfalques para ir em busca de uma reação na Série B do Campeonato Brasileiro 2020. O Pantera visita o CSA nesta terça-feira (20), às 19h15, no Estádio Rei Pelé, em Maceió (AL).

A partida, válida pela 17ª rodada, marca um confronto de times em diferentes momentos no campeonato.  O Tricolor de Santa Cruz, que vem de derrotas consecutivas para Chapecoense, Sampaio Corrêa e América-MG, tem apenas 14 pontos até o momento.
 
VEJA A TABELA DE JOGOS DO PANTERA NA COPA PAULISTA

A equipe é a atual 18ª colocada, estando na segunda posição da zona do rebaixamento.  Já o Azulão é o 12º, com 20 pontos, e busca a sexta vitória em oito jogos para alcançar o G-4 (zona de classificação à Série A). 


Psicológico abalado

Ao lado do lanterna Oeste, o Botafogo tem o segundo pior ataque da Série B, com 10 gols perdem apenas para o Figueirense, que tem 9. Segundo o técnico Claudinei Oliveira, a falta de eficiência no ataque tem prejudicado a parte mental dos atletas botafoguenses.

"[A falta de gols] Atrapalha muito, geralmente temos tido chances até mais claras que o adversário, gols que não costumamos perder, mas a bola não está entrando e isso mexe com o emocional. Quando as coisas não acontecem, trazem memórias ruins, os jogadores são seres humanos, sentem, e isso acaba sendo contraproducente para a equipe", revelou Oliveira após a derrota para o Coelho, na última sexta (16).

Mesmo com a fase ruim no Brasileiro, o técnico descartou pedir demissão no momento, pois disse acreditar em uma possível reação do clube.

"Hoje não passa [pela cabeça o pedido de demissão]. No dia que passar, os dirigentes do Botafogo serão os primeiros a saber. Mas até então, isso não passou pela minha cabeça. Eu não tenho limite. Não tenho como me colocar limite, já fiz muita coisa difícil na minha carreira, como atleta e treinador, na vida pessoal. [...] Temos que buscar alternativas, trabalhar, mesmo com as dificuldades", afirmou o técnico.
 

Quem joga?

O Botafogo não poderá contar com o zagueiro Jordan, suspenso, e o volante Naldo, que está machucado. Wallisson Maia, na defesa, e Elicarlos, no meio-campo, devem ser os escolhidos pelo técnico Claudinei Oliveira.

Além das baixas, outros dois jogadores seguem como dúvidas: Wellington Tanque e Victor Bolt, que se contundiram na última partida. Se a dupla for poupada, Ferreira poderá ser escalado no meio-campo e Judivan como centroavante.

Já o técnico Mozart, do CSA, não terá à disposição apenas o lateral-esquerdo Igor Fernandes, machucado. Desta forma, os times devem entrar em campo com as seguintes escalações:

CSA: Matheus Mendes, Diego Renan, Cleberson, Luciano Castán, Rafinha, Geovane, Yago, Nadson, Rodrigo Pimão, Andrigo, Paulo Sérgio
Botafogo: Darley, Jeferson, Walisson Maia, Robson, Gilson, Victor Bolt (Ferreira), Elicarlos, Bady, Ronald, Rafinha e Judivan (Tanque)
 

FICHA TÉCNICA
CSA x Botafogo
Local: Estádio Rei Pelé, em Maceió (AL)
Data e horário: terça-feira (20), às 19h15
Transmissão: CBN Ribeirão e Premiere

EQUIPE DE ARBITRAGEM
Árbitro: Luiz Paulo de Moura Pinheiro
Assistentes: Fábio Rodrigo Rubinho e Fernanda Kruger
Quarto árbitro: Helder Brasileiro de Aquino
Analista de campo: Lydia Pollyana de Oliveira Castela


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON