Escandinávia: conheça a rota dos Vikings

Museus, vilarejos e centros históricos na Noruega transportam o turista para o universo dessa civilização

    • ACidadeON/Ribeirao
    • Valeska Mateus
Tavi Norén / Divulgação
Turistas passeio em réplica de barco viking; veja mais fotos na galeria (foto: Tavi Norén / Divulgação)

 

Originária da região da Escandinávia - que hoje compreende Suécia, Dinamarca e Noruega -, a civilização viking teve seu auge entre os séculos 8 e 11. Muito da sua história continua intacta na Noruega, onde é possível fazer um roteiro viking.

A habilidade dos vikings como comerciantes, administradores e artesãos produziu um grande legado, que até hoje desperta curiosidade mundo afora. “A demanda pelo mundo viking virou moda. Tenho participado de vários eventos vikings e medievais no Brasil e há muitos que desejam conhecer essa cultura”, comenta o sueco Tavi Norén, da agência de turismo Lets Go Scandinavia. Ele mora há seis anos no Rio de Janeiro e fez o roteiro viking pela Escandinávia no mês passado.

VEJA FOTOS DA ROTA VIKING

Segundo Norén, a região, principalmente a Noruega, permite identificar e entender as diferenças culturais marcantes. “Se faz uma viagem no tempo, se sente o espírito vivo dos vikings. Uma experiência de alta qualidade, verdadeira. A cultura viking faz parte da vida das pessoas. Pode-se ouvir boas histórias que permitem interligar passado e futuro”, afirma.

O roteiro pode começar na Suécia, em Estocolmo, por um jantar no restaurante Aifur Krog & Bar. De lá, pode-se seguir para a Dinamarca combinando dois percursos diferentes de trem, que totalizam 4h30 de viagem até Roskild, a 42 km de Copenhague. Ali está o Museu dos Barcos Vikings, onde se pode conhecer um pouco sobre as estratégias e táticas de navegação dos célebres guerreiros. No local estão cinco barcos resgatados do fundo do fiorde nos anos 950. “E ao lado fica uma fábrica que produz réplicas desses barcos. Nela o visitante consegue acompanhar os métodos antigos de produção”, detalha Norén.

E para completar a experiência, vale sair em um dos passeios pelo mar feitos nessas réplicas, em que os próprios visitantes remam. “Nesse momento se tem a ideia de como era difícil chegar nesses barcos até a Inglaterra”, comenta Norén.

Oslo

Capital da Noruega, Oslo é a primeira parada viking no país. O trajeto de Copenhague até a cidade pode ser feito de barco, numa longa viagem de 16h. “Mas acaba sendo um belo passeio, já que se trata de uma embarcação com restaurante, show e paisagens deslumbrantes”, detalha Nóren.

No percurso está a área de Kattegat, famosa por ser o local de onde saíam os barcos vikings com destino à Europa e que se tornou mais conhecida por ser onde vivem os personagens da série “Vikings”, da TV Irlandesa.

A 15 minutos de barco do Centro de Oslo, na península de Bygdoy, o Museu do Barco Viking abriga o mais preservado dos barcos. “É uma experiência e tanto vê-lo. O barco representava um funeral de uma mulher e havia muitos pertences que ela estava levando para a outra vida”, relata Norén.  

AS BELEZES DO VALE VIKING

De Oslo, o diretor da agência sugere seguir em um dos melhores trens do mundo, o Flam Train Flam, até o ponto de onde se pega outro com destino ao Vale Viking. O percurso permite vislumbrar a beleza dos fiordes.

No Vale, o turista pode se hospedar em um quarto temático, almoçar em um restaurante viking e fazer uma visita guiada. “O Vale Viking é realmente uma joia, com pessoas que vivem os costumes e a cultura viking durante o verão. Parece que se está em um filme. Esse é o sentimento. É impressionante a autenticidade do lugar”, descreve.  A próxima parada do roteiro é a cidade de Bergen, com suas belezas naturais – tão marcantes por toda a Noruega – e sua antiga área portuária toda feita em madeira, que revela muito da história.

“Foi lá que se estabeleceu o primeiro rei da Noruega, logo após a era viking. E tem a torre Rosenkrantz”, detalha Norén.  Para fechar o circuito Viking: Stavanger, onde estão as três espadas de 10 metros fincadas na rocha, que simbolizam a histórica batalha de HafrsFjord, ocorrida em 872, marcando a unificação da Noruega pelo rei viking Haroldo Cabelo Belo. 

Tavi Norén / Divulgação
No Vale Viking, pessoas vivem os costumes e a cultura viking durante o verão; veja mais fotos na galeria (foto:Tavi Norén / Divulgação)

 

MUSEU DO BARCO VIKING DE OSLO

Localizado na península de Bygdoy, o Museu do Barco Viking fica a 10 minutos do centro de Oslo. Nele há artefatos históricos e originais da vida dos vikings, desde joias, vestimentas, ferramentas e utensílios, além de dois dos mais preservados navios vikings, com 95% da madeira original.

MUSEU DE LOFOTEN 

Mais distante das demais atrações, bem ao Norte da Noruega - para quem puder estender a viagem -, fica o museu viking de Lofoten, um dos mais interativos do país. Nele o visitante é transportado para a era viking com experiências que incluem passeio em navio, degustação da gastronomia tradicional, oficina de produção de utensílios de ferro e reproduções teatrais da vida e dos costumes da época.

FAZENDA E CENTRO HISTÓRICO DE AVALDSNES

O vilarejo de Avaldsnes abriga um centro de cultura viking. Por lá, é possível encontrar uma fazenda que recria o estilo de vida da época. Ela fica aberta aos turistas durante o verão, com construções, vestimentas e utensílios típicos. Existe também um centro histórico interativo, que mostra a importância da região de Avaldsnes, de onde muitos reis vikings exerceram o seu reinado.


0 Comentário(s)

Seja o primeiro a comentar.